SEO técnico: o que é, benefícios e como aplicar

Há várias estratégias que podem ser utilizadas para gerar mais visitas no seu site, e uma delas é o SEO técnico, tática super importante dentro do Marketing Digital.

Lembramos que SEO é a sigla para Search Engine Optimization (Otimização de Mecanismos de Busca). Dessa forma, o SEO técnico é um conjunto de ações buscando aumentar o tráfego orgânico de um determinado site. 

Assim, se bem aplicado, o SEO técnico faz com que sua plataforma apareça nos primeiros resultados de busca do Google. Além disso, um outro benefício é melhorar a reputação do site, gerando mais leads e melhorando a experiência do usuário. 

Existem várias formas de se aplicar o SEO técnico, no entanto, é importante ter em mente que essa estratégia estará sempre ligada aos códigos e arquitetura do site. Ou seja, diferente de outros métodos, aqui o foco é no rastreamento na indexação.

Para saber mais sobre o conceito de SEO técnico, sua importância, benefícios e como aplicar, siga com a leitura deste conteúdo!

Quais os tipos de SEO?

Vale ressaltar que o SEO técnico está conectado a diversas estratégias dentro de um plano de SEO. Entretanto, há diversos tipos de aplicações desses métodos, no qual o SEO técnico está inserido.

Confira algumas dessas estratégias:

SEO técnico

Como mencionado anteriormente, o SEO técnico está mais conectado aos códigos e arquitetura do site.  Ou seja, as otimizações nesta estratégia fazem parte da estrutura da plataforma, visando aumentar a velocidade do site e aumentar suas chances de ser rastreado pelo sistema do Google. 

No SEO técnico, há alguns fatores que são importantes, como a velocidade do site, ter dados bem estruturados e com boas métricas. Para isso, entre outras ferramentas existentes, o próprio Google pode ajudar a implementar um bom SEO técnico, com o Google Search Console.

SEO On Page

Esta estratégia é um pouco mais abrangente, estando ligada a produção de conteúdo, como texto e imagens. Por conta disso, o SEO On Page é mais abrangente que o SEO técnico, com o objetivo de ser reconhecido pelo Google como uma página que resolva o problema que o usuário está buscando. 

Além disso, no SEO On Page é feita toda a pesquisa e estratégias de distribuição de palavras-chave, conteúdo e conteúdo rico.

SEO Off Page

Estratégia para criar uma reputação digital. Assim, o SEO off page está ligado à tentativa de criar uma grande rede de links. Dessa forma, essa conexão pode ser feita através de backlinks, landing pages, links externos, entre outras ações. Junto com os códigos e a arquitetura do SEO técnico, pode gerar uma boa jornada do usuário no site.

SEO Local

Por fim, o SEO Local está baseado em uma estratégia geográfica. Dessa forma, o Google vai destacar sites que estão mais próximos, priorizando soluções que estão mais próximas do usuário, e que seja relevante para a persona da sua empresa.

O que é SEO técnico?

Apesar de existir algumas outras técnicas de otimização de mecanismos de busca, o SEO técnico pode ser considerado a base das outras estratégias. Assim, para que os outros métodos tenham pleno funcionamento, é importante ter um bom SEO técnico. 

O objetivo desta estratégia é aumentar o tráfego orgânico do site. No entanto, as táticas não estão baseadas nos conteúdos, e sim nos códigos e na estrutura do site, como a URL, sitemaps, http, entre outros. A meta é ter uma página rápida, de fácil acesso, indexável, visando melhorar a jornada do usuário.

Por fim, outro foco importante do SEO técnico é o rastreamento e a renderização dentro da plataforma do Google. Se tudo isso for bem feito, as outras estratégias de SEO vão ter um melhor funcionamento, influenciando no rankeamento do site nas buscas do Google.

Qual a importância do SEO técnico?

O SEO técnico é a fase seguinte da estratégia de conteúdo, ou seja, ele é a base de todas as outras estratégias de otimização de mecanismos de busca, on page, off page e local.  Dessa forma, o SEO técnico vai garantir que o link da sua plataforma seja encontrado pelo Google, e assim permitir que os outros métodos tenham pleno funcionamento.

O maior objetivo do SEO técnico é garantir que o site tenha um bom rastreamento, indexação e renderização. Além disso, permite que o Google entenda melhor o seu site, lendo as informações necessárias, e como resultado, melhorando sua posição nos mecanismos de busca. 

Por fim, um bom SEO técnico vai fazer com que seu site seja rápido, melhorando a experiência do usuário durante a navegação. Todos esses fatores juntos, vão permitir um melhor rankeamento do site no Google.

Benefícios do SEO técnico

O SEO técnico pode trazer diversos benefícios ao seu negócio. O maior deles, claro, é ter um bom posicionamento no rankeamento do Google, ou seja, seu site será visto por mais pessoas, mas é sempre importante ter em mente que o usuário deve sempre ter uma boa experiência na webpage.. 

Além disso, outro benefício importante do SEO técnico, e que está ligado ao rankeamento nas plataformas de busca, é que sua marca terá uma reputação digital. Se o seu site aparecer nas primeiras posições do Google, o usuário terá a percepção de que é uma página de referência no mercado que atua, também gerando mais visitas. 

Por fim, os benefícios citados, além de visitas no site, podem gerar um aumento no ROI (Retorno sobre o Investimento). Dessa forma, todo o investimento em SEO técnico, e nos outros, retorne em forma de lucro, podendo ser aplicados em outras estratégias de marketing.

Pilares do SEO técnico

No entanto, apesar de tantos benefícios e da sua importância para uma boa estratégia de conteúdo, implementar o SEO técnico não é uma tarefa tão simples. Esse método possui alguns pilares importantes, que foram mencionados no texto, como a velocidade do site e o rastreamento, por exemplo. 

Portanto, conheça os pilares imprescindíveis para um bom SEO técnico.

Velocidade da página

Pode parecer simples, mas ter um site com um carregamento rápido é muito importante. Se uma página demora alguns segundos para abrir, pode ser uma razão para o usuário deixar o seu site e procurar um concorrente. 

Além disso, ter um carregamento lento pode significar alguns problemas estruturais no seu site, como nos códigos, URL, na imagem, no servidor, entre outros. Para isso, o próprio Google disponibiliza uma ferramenta para escanear a velocidade do seu site, o Page Speed Insights. 

Por fim, além da arquitetura e códigos do site, algumas ações podem tornar o seu site um pouco mais rápido, e melhorar a experiência do usuário. Reduzir o tamanho das imagens, checar os códigos HTML, simplificar algumas ações internas da página, entre outras.

Rastreamento do site

Seu site pode ser o mais rápido possível, mas se ele não for rastreável pelo Google, não vai adiantar de nada. Além disso, essa é uma etapa importante para os robôs da plataforma conseguirem posicionar a sua página nos mecanismos de busca. Dessa forma, é crucial na estratégia de SEO técnico saber se o Google está rastreando o seu site. 

Primeiramente, é necessário mandar um sitemap, indicando todas as páginas que o Google deve rastrear. Além disso, é importante ter o robots.txt, que vai indicar aos robôs de todas as plataformas o que pode, ou não, ser feito dentro do seu site.

Assim como para identificar problemas na velocidade, através do Google Search Console, é possível detectar os problemas no rastreamento e na indexação, e corrigi-los.

Segurança do site

A segurança dos usuários é uma grande preocupação do Google. Por conta disso, é importante que o seu site seja seguro, e que esta etapa faça parte da sua estratégia de SEO técnico.

Assim, é importante que sua página esteja dentro do protocolo HTTPS, que é uma forma dos usuários saberem que estão seguros em seu site. Para isso, é importante ter um certificado SSL, que pode ser feito na etapa de hospedagem do site.

Além disso, outro fator importante é na mudança do HTTP para o HTTPS, pois durante esta migração, algumas funcionalidades do site podem ser perdidas. Por conta disso, é importante checar toda a estrutura do site após a mudança, para não afetar o rastreamento, a velocidade e outras táticas do SEO técnico.

Arquitetura do site

Assim como foi mencionado anteriormente, é importante que o site seja rastreável, indexável e que seja rápido. No entanto, todas essas etapas dependem da arquitetura da sua página. Dessa forma, o Google vai conseguir entender melhor os seus conteúdos, e posicionar nos mecanismos de busca.

Para que tudo isso tenha pleno funcionamento no SEO técnico, é necessário indicar para os robôs os caminhos do seu site. A arquitetura vai ajudar nisso, pensando em uma boa hierarquização, sendo coerente na categorização das páginas e nos links internos. 

Para o Google reconhecer como um site com uma boa arquitetura, é importante que as URLS sejam simples e amigáveis à plataforma. Além disso, ter um bom sitemaps, como o robots.txt, auxiliando o rastreamento, e ter bons links internos.

Conteúdo

Por fim, o conteúdo também é um pilar importante para o SEO técnico. Apesar de parecer mais uma etapa do on page, é crucial que o conteúdo seja de qualidade, e que não tenha erros que podem prejudicar na otimização.

Um dos grandes problemas é o conteúdo duplicado, ou seja, quando textos e imagens são copiados de outras páginas. Caso o Google identifique o seu conteúdo como duplicado, a plataforma vai priorizar os conteúdos originais no rankeamento. 

Além disso, mesmo se for original, é importante ter atenção com alguns pontos importantes, como o texto e as imagens, por exemplo. No caso das imagens, é crucial que ela seja do tamanho ideal para o seu site, assim ela não vai interferir na velocidade. O formato também é importante, seja ele JPEG, PNG, entre outros.

Como fazer SEO técnico?

Primeiramente, antes de colocar o SEO técnico em prática, é importante definir a sua estratégia de conteúdo, ou seja, definir o que vai ser feito, quando, e as etapas. Para isso, é necessário fazer uma auditoria do site, checando os possíveis erros, problemas, pontos a melhorar e ideias de novos conteúdos.

Feita a auditoria, é o momento de analisar tudo o que está acontecendo no seu site, e a partir disso, definir a estratégia de conteúdo. Depois disso, é hora de colocar o SEO técnico em prática, de acordo com as necessidades da webpage, e do que o Google está pedindo naquele determinado momento.

Vale ressaltar que o SEO técnico, diferentemente dos outros, não está ligado apenas ao conteúdo, como texto, imagens, H2, H3, entre outros. Por conta disso, antes de tudo, é necessário olhar para alguns detalhes importantes, como a velocidade do carregamento do site, códigos e se ele está sendo rastreado pelo Google.

Por fim, para fazer um bom SEO técnico, existem algumas ferramentas que podem acelerar esse processo, muitas delas disponibilizadas pelo próprio Google. Dessa forma, confira o que a plataforma oferece para otimizar o site.

5 ferramentas de SEO técnico para conhecer

Além de um profissional que tenha conhecimento na área, existem algumas ferramentas que ajudam na hora de colocar o SEO técnico em prática. Dessa forma, é possível analisar o rastreamento, velocidade de carregamento, conteúdo, entre outras coisas. 

O OTIMINDEX é uma ferramenta que pode ajudar em alguns fatores, como marketing digital e reputação. No entanto, o foco é ferramentas de SEO, portanto, conheça cinco ferramentas que podem ajudar na hora de desenvolver uma estratégia de SEO.

1- Google Search Console

O Google Search Console é uma ferramenta que ajuda a diagnosticar uma série de possíveis problemas do seu site com relação ao SEO. Além disso, o GSC vai te mostrar em qual posição a sua página está posicionada na plataforma, e quais palavras-chave podem render uma melhor otimização. 

Por fim, o Google Search Console pode identificar problemas na indexação do site, nos links internos e na saúde da sua página. Com tudo isso, é possível definir qual estratégia de SEO deve ser utilizada para melhorar o desempenho da webpage.

2- Google PageSpeed

Assim como foi mencionado, o PageSpeed Insights é uma ferramenta disponibilizada pelo Google que vai analisar a velocidade de carregamento do seu site. Dessa forma, além de uma nota, o PageSpeed vai analisar e dar dicas de como melhorar a página.

3- SEMRush

O SEMRush é uma ferramenta que vai fazer um diagnóstico quase completo do site. Assim, ele vai destacar possíveis erros nos códigos, desempenho da página e até as palavras-chave que estão sendo utilizadas. 

Além disso, o SEMRush contribui na hora da produção do conteúdo, já que vai analisar não só a palavra-chave, mas como ela está sendo usada no texto, como nos títulos, H2, H3, entre outros.

4- Screaming Frog

A Screaming Frog é uma agência de marketing que desenvolveu uma ferramenta de SEO, chamada Log File Analyser. Este dispositivo ajuda a fazer análises sobre o rastreamento do seu site, como os robôs do Google se comportam em relação a sua página. 

Além disso, a ferramenta pode identificar páginas que estão muito pesadas, e assim, deixando a webpage mais lenta. Com tudo isso, é possível desenvolver uma estratégia de SEO técnico, para melhorar o desempenho do site.

5- Ubersuggest

A Ubersuggest é uma ferramenta gratuita desenvolvida pelo Neil Patel, um dos nomes mais conhecidos do mundo quando se trata de marketing digital. Assim, ao escrever uma palavra-chave, o dispositivo vai dar algumas ideias de conteúdos. 

Além disso, a Ubersuggest fornece análises do volume de busca e quantidade de cliques daquela palavra-chave, ajudando na produção de conteúdo original, que é priorizado no rankeamento pelo Google.

3 maiores erros ao aprender SEO técnico

Vale destacar que o SEO técnico não é tão simples de implementar, especialmente pela parte de programação e dos códigos. Apesar disso, muitas pessoas tentam fazer essa otimização sozinhos, ou sem ter aprendido totalmente como, o que fazer, a razão de ter de fazer isso.

Além disso, um erro comum é tentar realizar o SEO técnico após as outras estratégias de otimização. Como destacamos, o SEO técnico é a base das outras táticas, on page e off page, por conta disso, é importante que ele seja implementado primeiro, para depois pensar e colocar em prática as outras estratégias. 

Citamos dois erros cometidos, mas agora, vamos falar de mais três erros de quem está aprendendo o SEO técnico.

1- HTML inválido ou sem segurança

Como mencionado, o HTML é muito importante para o SEO técnico. Esse código não pode ter muitos erros, ou ser muito longo, porque se isso acontecer, o site vai ter problemas para ser rankeado no Google. Por conta disso, é importante manter o HTML otimizado. 

Além disso, é importante que seu site tenha o certificado SSL, para mostrar ao Google que sua webpage está dentro dos padrões de segurança da plataforma.

2- Não checar o sitemap

O Sitemap é o mapa do seu site. Com ele, o Google vai conseguir indexar a sua webpage. Para isso, o robots.txt pode ajudar no mapeamento do site, auxiliando no rastreamento, e ter bons links internos. 

 

Por fim, se o site não tiver um bom mapeamento, o Google vai ter dificuldades de conseguir rastrear e rankear a webpage nos mecanismos de busca.

3- Tentar otimizar tudo sozinho

Muitas pessoas quando estão aprendendo o SEO técnico tentam otimizar um site completamente sozinhos. No entanto, isso não é aconselhável, já que o SEO técnico envolve uma série de códigos e procedimentos que vão além das estratégias de otimização tradicionais.  

Dessa forma, para conseguir implementar todas as estratégias do SEO técnico, é importante ter um pouco de experiência na área. Portanto, se ainda está aprendendo, é importante contratar um profissional especializado, como um especialista em SEO ou um Analista de Marketing.

Quer saber como falar melhor
com os robôs do Google?

Então baixe agora mesmo o nosso e-book
que ensina a falar a língua do Google!
Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap