Palavras chave: o que são, seus tipos e como fazer pesquisa

Muito relacionadas com o SEO, as palavras chave (keywords, em inglês), podem ser um passo crucial para conseguir gerar tráfego orgânico para uma marca que busca crescer na internet.

O uso das palavras chave são termos que as pessoas utilizam para fazer uma pesquisa em sites de buscas, como o Google, Bing, YouTube, entre outros.

Dessa forma, desenvolver conteúdos que estejam de acordo com esses termos utilizados é uma estratégia importante para aumentar os visitantes de um web site.

Portanto, confira o que são palavras chave, sua importância e seus benefícios.

O que são palavras chave?

Palavras chave são termos que uma pessoa escreve durante uma pesquisa em um buscador, como o Google. Geralmente, o objetivo é tirar alguma dúvida, ou resolver um possível problema.

Assim, o objetivo da marca é que a palavra-chave selecionada, além de aparecer no topo dos buscadores, seja a solução para o problema que o usuário busca.

As palavras chave podem ser compostas por uma ou mais palavras, que vão direcionar a pessoa para um site, página ou blog post

Em uma estratégia de marketing digital, as palavras chave são utilizadas para gerar tráfego orgânico para o site e, consequentemente, mais leads e possíveis vendas.

Pesquisa de palavras chave: qual a importância?

Se definidas de maneira estratégica e com uma grande análise do que as personas estão buscando, as palavras chaves são cruciais para qualquer empresa. Especialmente as de pequeno e médio porte.

Dessa forma, as palavras chave são importantes para ter uma marca reconhecida digitalmente e que seja encontrada com facilidade pelos usuários.

Além disso, ela ajuda a fidelizar possíveis clientes. Por conta disso, na hora de pensar em um plano de marketing digital, é crucial pensar em estratégias de SEO.

Por fim, como mencionado anteriormente, as palavras chave ajudam a mostrar aos usuários que o seu produto ou serviço é a solução para o que ele está buscando. Dessa forma, as keywords podem ser o passo inicial para novos leads e vendas.

Tipos de palavras chave

Justamente pelos seus diversos benefícios, as palavras chave precisam ser planejadas de forma extremamente estratégica.

Além da necessidade de ter relação com os produtos ou serviços da marca, os tipos de palavras chave para cada conteúdo também precisam ser bem pensados. 

Os três principais tipos de palavras chave são: short tail, mid tail e long tail. Confira a explicação para cada um deles.

Palavras chave short tail

Também conhecido como head tail, as palavras chave short tail são termos mais genéricos que, geralmente, estão relacionados aos serviços que a marca oferece.

Normalmente, as head tail possuem uma ou duas palavras, podendo também representar o resumo da empresa ou o seu segmento. Dessa forma, por serem termos mais genéricos, eles possuem um alto volume de busca.

Assim, para conseguir rankear no Google com palavras chave short tail é preciso que as estratégias de marketing sejam muito bem definidas. Além disso, é necessário envolver outras táticas junto à palavra-chave.

 

Exemplo:

  • marketing digital
  • SEO
  • funil de vendas

Palavras chave middle tail

Também chamada de mid tail, são buscas por termos mais específicos e, portanto, com mais “facilidade” de rankear. 

No entanto, ainda são palavras chave com um alto volume de busca, apesar de ter uma concorrência menor em relação à head tail. 

 

Exemplo: 

  • agências de marketing digital
  • consultoria de SEO
  • etapas do funil de vendas

Palavras chave long tail

Em português, palavra-chave cauda longa, são termos muito específicos geralmente formados por três ou mais palavras.

Dessa forma, a long tail representa uma busca personalizada, ou seja, relacionada com ao fundo do funil de marketing. Por conta disso, seu volume de busca costuma ser menor, assim como sua concorrência para rankear nos mecanismos de busca. 

 

Exemplo: 

  • agências de marketing digital em são paulo
  • quanto custa uma consultoria de SEO
  • quantas etapas tem um funil de vendas

Como fazer pesquisa de palavras chave do Google?

Fazer uma pesquisa de palavras chave não é tão simples quanto parece. Assim, antes de mais nada, é crucial ter um conhecimento amplo da área de atuação da marca.

Além disso, é importante conhecer e definir a persona da empresa e quais as ferramentas que serão utilizadas para decidir os termos.

Estas ferramentas são essenciais para analisar os termos, a concorrência e indicar termos que podem oferecer boas oportunidades para a marca.

Por fim, dependendo da área de atuação da empresa, uma boa estratégia é definir alguns temas para analisar as palavras chave.

Portanto, confira alguns pontos que são necessários na hora de fazer uma pesquisa de palavras chave:

  • Definir as ferramentas de busca de palavras chave
  • Volume de busca;
  • Dificuldade de rankeamento;
  • Posição atual da palavra-chave;
  • Quais SERPs estão rankeando bem com aquela palavra-chave.

Como fazer pesquisa de palavras chave do YouTube?

Apesar de também pertencer ao Google, o algoritmo do YouTube possui algumas particularidades em relação ao rankeamento de palavras chave.

Por conta disso, é crucial utilizar as ferramentas para fazer esta pesquisa. Uma delas é o UberSuggest, que vai indicar o volume de busca da concorrência, o potencial das palavras chave, entre outras análises importantes.

Além disso, o Google Trends fornece uma série de tópicos que estão sendo pesquisados pelos usuários. Por isso, é crucial conferir a ferramenta ao fazer uma pesquisa de palavras chave para o YouTube.

Por fim, analisar os termos utilizados pela concorrência também é uma boa prática para entender quais termos fazem sentido para sua marca e, principalmente, quais podem gerar tráfego.

5 ferramentas de palavras chave para conhecer

Apesar de ser um conceito simples, a definição das palavras chaves que serão utilizadas não deve ser feita de forma intuitiva.

Para isso, existem algumas ferramentas que ajudam a analisar e pensar no uso desses termos de maneira estratégica. Confira:

  • AhRefs: uma das ferramentas mais importantes e intuitivas para definir uma palavra-chave. Além de mostrar o volume de busca de cada termo, a plataforma permite acessar dados sobre termos e palavras-chave que resultam em buscas orgânicas e o rankeamento dessas palavras.
  • Keyword Planner: uma ferramenta disponibilizada pelo próprio Google. Ela faz um planejamento completo de palavras chave, além de indicar os melhores termos para serem usados nos conteúdos da marca. Por fim, o Planner é uma ótima ferramenta para se usar em estratégias de mídias pagas.
  • Google Search Console: mais uma disponibilizada pelo Google, o GSC é mais focado na parte interna do site, mas não deixa de indicar possíveis otimizações e o desempenho das palavras chave utilizadas.
  • Semrush: esta ferramenta oferece um relatório com as principais tendências de termos. Além disso, com ela, é possível analisar o desempenho dos concorrentes, indicando qual caminho seguir. Apesar de o Semrush possuir uma versão gratuita, sua versão paga oferece dados para um planejamento mais completo.
  • UberSuggest: criada por Neil Patel, ela é uma ferramenta gratuita que vai analisar e indicar os termos que mais estão relacionados à atuação da empresa. Além disso, vai indicar palavras chaves com mais chances de rankear nos buscadores e sugestões de palavras relacionadas.

4 erros ao escolher palavras chave

No entanto, mesmo com diversas ferramentas disponíveis, é importante tomar cuidado na hora das pesquisas das palavras chave.

Um erro comum é não avaliar a concorrência daquele termo já que ele também pode ser usado pelos concorrentes da marca.

Por conta disso, é crucial analisar as estratégias dos concorrentes e entender se aquele termo, não só se aplica a sua empresa, mas também irá render bons resultados.

Veja mais 4 erros na hora de pesquisar as palavras chave:

  1. Utilizar palavras sem tráfego: muitas vezes um termo possui um volume de busca alto, no entanto, a palavra não é a ideal para gerar tráfego para a marca. Assim, o ideal é buscar termos que possuem um volume relevante de busca, mas que tenham potencial de tráfego.
  2. Palavras chave sem sentido: a palavra-chave precisa ter relação com a área de atuação da empresa, com os produtos ou serviços oferecidos e com a concorrência para gerar resultados positivos para a empresa. 
  3. Ignorar a competição da palavra: diversas ferramentas SEO indicam não apenas o volume de busca do termo, mas a competição dele. Dessa forma, é importante analisar a competitividade daquela palavra-chave, ou seja, a dificuldade para ela conseguir rankear no Google.
  4. Pensar apenas em palavras chave head tail: apesar de termos short tail possuírem um alto volume de busca, eles são mais difíceis de rankear. Assim, em uma estratégia de marketing, é importante analisar palavras mid tail e long tail, que são mais fáceis de atingir a persona da empresa.

O que fazer depois da pesquisa de palavras chave?

Obviamente, o uso de cada palavra-chave vai variar com o que foi definido no plano de marketing de conteúdo traçado pela marca.

Se o escolhido for blog posts, é importante ter alguns cuidados pois só usar os termos não é o suficiente para que o conteúdo consiga ter um bom posicionamento no Google.

Assim, confira os detalhes para ficar atento:

  • Título e subtítulos devem conter a palavra-chave;
  • Meta description curta e só com o termo;
  • Alt text com a palavra-chave;
  • Utilizar links internos e externos.

Estas regras são importantes com textos de conteúdos ou na divulgação de um novo produto ou serviço que a marca esteja oferecendo.

Já no caso do YouTube, assim como nos blogs, é uma boa prática que a keyword esteja no título, descrição do vídeos e nas tags utilizadas pelo canal. Tudo isso contribui para que o algoritmo da plataforma identifique aquele conteúdo.

Veja como aplicar as palavras chave nas estratégias de SEO

Baixe nosso e-book gratuito agora!
Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap