Site | Otimifica INBOUNDPR
O Marketing tem em seus pilares diferentes tipos de mídia. Na nossa metodologia, essas mídias são adotadas seguindo uma ordem (1 - própria, 2 - social, 3 - espontânea e 4 - paga), pois o objetivo primordial do INBOUNDPR é construir patrimônio digital.

Por isso, quando utilizamos a mídia paga, estamos recorrendo a uma das “casas alugadas” do Marketing, afinal só recebemos o seu benefício quando estamos pagando por ela. A grande característica da mídia paga é ajudar os negócios a serem posicionados diante de potenciais clientes que talvez não tenham chegado ao site ou redes sociais ainda pelos canais com melhor ROI (Retorno Sobre Investimento). 

Neste sentido, os exemplos mais comuns de mídia paga no digital são o Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads. Por serem ao mesmo tempo importantes e complexos, é preciso utilizá-los com alguns cuidados. Mas fique tranquile: este texto vai ajudar a desmistificar o uso de anúncios pagos na internet.

Leia também:

Conheça a diferença entre Inbound Marketing e INBOUNDPR

Camila Lopez

A Camila Lopez é especialista em Ads e graduada em Marketing. Ela já trabalhou com grandes empresas da indústria e da cultura. Atualmente, é nossa parceira de Performance em vários clientes.

Mídia paga: elementos básicos para ter atenção

A infinidade de conteúdos e informações resumem bem o território da internet e, neste sentido, os anúncios pagos ajudam marcas a elevarem o seu alcance em um período mais curto de tempo. Contudo, antes de investir na funcionalidade alguns pontos essenciais demandam um olhar mais atento.

Otimifica: Em uma campanha de anúncio pago, no que é preciso prestar atenção?

Camila: O Ads pra mim tem uma expressão básica: me ajuda que eu te ajudo. É importante você estar atente às coisas importantes que a plataforma te pede. Por exemplo, uma página de destino coerente com o produto/serviço que você está anunciando é um item básico. Dentro disso, ainda entram questões como o tempo de carregamento da página, se a página está configurada para uma boa experiência do usuário no mobile etc… E claro, é importante prestar atenção na relevância do texto do seu anúncio. O usuário, quando clica em um anúncio, precisa ver na página de destino exatamente a resposta do que ele estava procurando. Se não houver congruência, o usuário abandona a página certamente e isso vai afetar o índice de qualidade do anúncio.

Escolhendo e avaliando as campanhas de mídia paga

De modo geral, as campanhas de Marketing servem para atingir o público-alvo ou persona da marca, promovendo algum serviço ou produto. Referente às campanhas pagas, elas podem estar em diferentes canais, como banners em sites ou em redes sociais. 

Leia também:

Resultados de marketing: como impactar positivamente os negócios? 

Além disso, cada campanha possui características específicas, o que leva à dúvida de como escolher qual campanha para ser lançada. De acordo com Camila, para encontrar a campanha ideal é necessário fazer muitos testes. Ela enxerga no universo dos anúncios pagos uma característica básica de tentativa e erro.

Otimifica: Como fazer para definir qual campanha vai para o ar?

Camila: A gente sempre parte de um planejamento, definindo determinadas características que devemos colocar nos anúncios, mas precisamos executar testes. Fazer, por exemplo, 3 anúncios para um único produto com variações de texto e ver qual desempenha melhor. Fazer 3 conjuntos de anúncios para um produto para palavras-chave diferentes e ver qual se sai melhor.

Otimifica: E como podemos fazer para escolher os indicadores de controle para uma campanha?

Camila: Depende muito do objetivo de cada campanha e de entender perfeitamente qual indicador de controle é importante para o planejamento do Marketing. Mas itens como taxas de clique (CTR), número de conversões e taxas de conversões dizem muito sobre a qualidade dos seus anúncios.

Estratégia para mídia paga: tenha cuidado com a pressa

É compreensível que uma empresa deseje impulsionar o seu negócio. E muitas buscam, em um primeiro momento, ações que visam ao alcance de resultados rápidos. Aqui, a utilização da mídia paga parece ser uma boa aliada para atingir tais objetivos. Porém, muita calma nessa hora: se não houver um embasamento estratégico de longo prazo, problemas podem surgir.

Leia também:

Táticas e estratégias de marketing: confundi-las custa caro!

Otimifica: Como a falta de estratégia pode prejudicar os resultados de uma campanha ou anúncio?

Camila: A falta de estratégia e a busca de uma fórmula mágica são ilusões infelizmente recorrentes na visão de alguns profissionais a cargo do Marketing nas empresas. Há quem pense ser bobagem seguir um plano estratégico. Mas hoje, mais do que nunca, para vender produtos ou serviços, precisamos ter uma presença online bem concebida. O cliente, antes de comprar, precisa interagir com a empresa de alguma forma para ter segurança. Fazer pouco e esperar muito não leva a lugar nenhum. Inclusive, criar conteúdo e interação da empresa com o cliente faz o Marketing entender do seu próprio negócio, faz ele conhecer o perfil dos seus clientes e também ajuda a ter insights para próximos passos dentro da empresa.

Google Ads: como funciona e quais são os objetivos?

Em um primeiro momento – e durante toda a trajetória do caminho no meio digital – a mídia própria possui papel chave na construção do patrimônio digital da empresa, sempre alinhada às demais mídias. Após esta e as outras duas mídias, a social e a espontânea, estarem bem consolidadas, investir em plataformas de mídia paga, como Google Ads, pode ser a cereja no bolo para aumentar o alcance da marca.

A respeito disso, o Google é o principal motor de busca da internet, e se fazer presente nele também por meio de anúncios pagos é uma maneira importante de ampliar o alcance já obtido pela mídia própria. Para entender o funcionamento do Google Ads, Camila fez uma analogia: “O Ads funciona como um cérebro que processa uma quantidade enorme de dados da rede”.

Otimifica: Como funciona a plataforma do Google Ads?

Camila: Através da leitura dos dados da rede, o Google Ads ajuda o anunciante a encontrar os clientes ideais para seus produtos/serviços. Uma campanha bem configurada na plataforma cria neste “cérebro” a nível de conta, o que chamamos de Machine Learning. Quando você obtém uma inteligência de máquina na sua conta, a plataforma realmente te ajuda a entregar clientes mais qualificados.

Otimifica: Qual é o objetivo do Google Ads?

Camila: O objetivo do Google Ads é gerar o reconhecimento e consequentemente impulsionar as vendas de produtos e serviços das empresas. Na minha visão pessoal, a plataforma de anúncios pagos do Google é um item obrigatório hoje em dia.

Como fazer um bom anúncio no Google Ads?

Simplesmente fazer um anúncio no Google Ads não é garantia de sucesso. Portanto, há algumas boas práticas que podem (e devem!) ser seguidas para fazer um anúncio de qualidade. Olhar para aspectos como palavras-chave e texto, por exemplo, auxiliam neste caminho.

Nesse ponto vale destacar a diferença no uso de palavras-chave para SEO e para Ads. No SEO a palavra-chave dos conteúdos é apresentada gratuitamente e será exibida por mérito. Isso ocorre pois o site cumpre questões tecnológicas de reputação e usabilidade exigidas pelo Google. 

No caso do Ads, para que o anúncio apareça é preciso pagar por ele. Neste caso, a quantidade de vezes que ele será exibido tem a ver com o orçamento e outros  critérios técnicos. Em suma, o Ads é menos restritivo do que o SEO. Todavia, em ambos os casos, é necessário entender o volume de busca e o comportamento dekey quem pesquisa por uma determinada palavra-chave/keyword.  

Otimifica: Qual é a premissa básica para um bom anúncio no Google Ads?

Camila: Uma boa pesquisa de palavras-chave para anunciar, os lances nos leilões também precisam ser monitorados. Um texto de anúncio coerente, uma boa página de destino para o usuário que clica no anúncio. E é bastante importante não misturar as coisas: anunciantes que anunciam várias palavras-chave, por exemplo, precisam, ao meu ver, separar os conjuntos de anúncios por palavras-chave. Basicamente, se eu cliquei em um anúncio para ver chuteiras de futebol, quero encontrar na página de destino as chuteiras de futebol, não bolas, nem camisas.

Algumas dicas de ferramentas para ajudar você na pesquisa:

  • Google Keyword Planner Tool – ferramenta de pesquisa de palavras-chave do Google com foco em Ads
  • Google Trends – ferramenta de análise de tendências do Google
  • Answer The Public – ferramenta paga, com algumas buscas gratuitas, que mostra o que as pessoas estão perguntando sobre um determinado tópico
  • Ubersuggest – ferramenta paga, com algumas buscas gratuitas, que mostra o volume de busca orgânica e paga que uma determinada palavra recebe mensalmente
  • Ahrefs – ferramenta paga com diversos recursos para quem quer ranquear bem no orgânico e no pago
  • SEM Rush – uma das ferramentas de análise de presença digital mais conhecidas do mercado, com diversos recursos e relatórios de busca orgânica e paga, além de comparativo com concorrentes

Os erros mais comuns ao usar Google Ads

Utilizar uma ferramenta implica na possibilidade de que erros sejam cometidos. Alguns deles são mais complexos, contudo outros se mostram triviais e podem ser evitados com mais facilidade. É sobre isso que a Camila aborda na sequência:

Otimifica: Quais são os erros mais comuns que as empresas/pessoas cometem ao fazer um anúncio no Google Ads?

Camila: É bastante importante, antes de se aventurar no Ads, procurar estudar como funciona a plataforma e quais são as boas práticas. E claro, ter um conhecimento do seu produto/negócio para poder contar às pessoas, nos anúncios, sobre isso. Por exemplo… vejo bastante gente colocar uma infinidade de palavras-chave, que acabam entregando seu anúncio para pessoas que não estão interessadas no seu produto. Também ocorre de não negativar palavras como “grátis”, “free” ou “download”, e atrair um público que busca aquele produto ou serviço sem necessariamente ter interesse em pagar por ele. E claro, vejo também pessoas esquecendo itens básicos na hora de criar o texto do anúncio como não dizer com clareza do que se trata o anúncio.

 

Você sabia que o Google oferece cursos e certificações gratuitas sobre o Google Ads? Vale a pena conhecer e se aventurar por lá antes mesmo de contratar uma agência para gerir este trabalho 😉

Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads: qual escolher?

Além do Google Ads, o Facebook Ads e o Instagram Ads figuram como as principais ferramentas de anúncio pago na internet – e cada um desses tipos de anúncio tem as suas particularidades e benefícios. Por isso, a Camila nos dá dicas para escolher a melhor opção para seu negócio:

Otimifica: Como saber em qual plataforma anunciar para o meu negócio?

Camila: Depende muito do momento e tamanho da empresa. Se a empresa ainda não tem um site completo e bem estruturado, por exemplo, anúncios de Facebook e Instagram Ads funcionam bem. O gerenciador de anúncios do Facebook, aliás, é uma excelente escola antes de adentrar o mundo do Google Ads. Já quando temos uma operação maior, com uma boa estrutura de site, um canal de Youtube e/ou aplicativo, é com o Google Ads que devemos trabalhar.

3 dicas para trabalhar a sua marca com mídia paga

Como comentado ao longo do texto, a mídia paga começa bem antes dos anúncios: ela inicia no planejamento adequado da forma como a presença digital está estruturada. Neste sentido, se bem trabalhado, esta tática tem impacto direto nos resultados. 

Para finalizar, confira 3 dicas da Camila para planejar uma boa campanha de mídia paga abaixo:

1 – Ter um site com um conteúdo excelente. Um conteúdo que traga respostas para os desafios  do possível cliente. Um site com boa navegabilidade.

2 – Fazer anúncios que aparecem tanto na rede de pesquisa do Google quanto na rede de display, que são os sites parceiros do Google. Isso ajuda a levar seu anúncio para pessoas que estão navegando nesses sites, por exemplo. 

3 – Ao criar um anúncio, utilizar uma copy voltada para uma página do seu site que corresponda exatamente à palavra-chave que trouxe o cliente.

Quer ajuda para desenhar sua estratégia no digital?

Baixe gratuitamente o nosso template de Planejamento de Marketing Ágil!
Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap