Marketing Orgânico: o que é, benefícios e como colocar em prática

Marketing Orgânico é uma expressão que nasce do princípio fundamental das Relações Públicas. Embora popularizado pela gestão de redes sociais, especialmente nos primórdios do Facebook, fazer Marketing Orgânico significa obter visibilidade, reputação, oportunidades de negócio e impacto em vendas independente de qualquer investimento em publicidade. Ou, como chamamos no método da Otimifica, INBOUNDPR, de mídia paga.

Neste artigo, vamos contar tudo sobre o Marketing Orgânico e a comunicação orgânica e também as suas diferenças e vantagens sobre o Marketing Pago.

Boa leitura! 

O que é Marketing Orgânico?

O Marketing Orgânico – ou Comunicação Orgânica – é formado pelos processos de comunicação organizacionais e comerciais que se desenvolvem independente de verbas de publicidade. 

Ou seja, antes de investir em mídia paga, as empresas precisam trabalhar a experiência e a conexão com as pessoas. E isso é mais do que uma filosofia: é uma necessidade real. Nesse sentido, a forma como os mecanismos de busca funcionam no meio digital exige das organizações a construção de relacionamentos baseados em conteúdo e reputação. Mais do que verbas de publicidade, como acontecia no marketing tradicional, antes da internet.

Portanto, para contribuir nestes processos contemporâneos, o INBOUNDPR se beneficia da caixa de ferramentas centenária de Relações Públicas, como:

  • Diagnóstico estratégico de públicos;
  • Gestão de comunidades;
  • Construção de influência e reputação;
  • Relacionamento com a mídia;
  • Eventos;
  • E dezenas de outras técnicas.

 

Além disso, no INBOUNDPR, todos esses fatores são combinados com as metodologias ágeis, técnicas de Search Engine Optimization (SEO) e o uso de dados.

Em outras palavras, qualquer coisa em que você não gasta dinheiro diretamente para ganhar visibilidade e atrair visitas ao seu site – postagens de blog, estudos de caso, postagens de convidados, tweets não pagos e atualizações orgânicas de redes sociais – é Marketing Orgânico. 

Aquele e-mail que você acabou de enviar? Sim, conta como orgânico. E aquele conteúdo gerado pelo usuário (User Generated Content – UCG) para uma campanha que você acabou de lançar? Também é Marketing Orgânico.

O que é tráfego orgânico no Marketing Digital?

Tráfego orgânico no Marketing Digital é toda visita gerada para um site independente do uso de anúncios pagos. Isso seja no online (Google, Facebook, etc), seja no offline (revistas, outdoor, jornais, patrocínio de eventos, entre outros).

Sendo assim, para falar de tráfego orgânico é fundamental entender o uso e a ordem das 4 mídias no INBOUNDPR. Portanto, não existe exceção para a regra de:

  • Começar pela mídia própria, até ter o patrimônio digital consolidado;
  • Amplificar os conteúdos próprios nas redes sociais e conectar com quem já conhece o seu negócio;
  • Utilizar a mídia espontânea para influenciar novas audiências;
  • Investir em mídia paga para atrair novos públicos, com características similares aos já conquistados.
4 Mídias - Otimifica

Dessa maneira, ao construir uma comunidade, que é um nome mais contemporâneo para audiências, o custo de aquisição de cliente (CAC) se reduz significativamente. Ao mesmo passo, a qualidade dos potenciais clientes que se aproximam do negócio aumenta muito, melhorando as taxas de conversão.

Nesse sentido, quando você passa por algo interessante organicamente – por exemplo, conhece um novo restaurante recomendado por um amigo -,  tende a se sentir muito favorável a consumir. Esta máxima vale tanto para pequenas e médias, quanto para grandes empresas. 

No caso das grandes, porém, já existe um tráfego orgânico construído ao longo dos anos via de regra. Por isso é natural que com verbas maiores e equipes consolidadas, elas já comecem as estratégias de INBOUNDPR investindo nas 4 mídias simultaneamente.

Em suma, uma das metas do Marketing Orgânico é levar as pessoas ao seu site fornecendo o que elas precisam, em vez de anunciar diretamente para elas num primeiro contato. Assim, cada vez mais, é preciso convencer pessoas que não podem ser compradas com anúncios.

Qual é o objetivo do Marketing Orgânico?

O objetivo do Marketing Orgânico é dar o primeiro passo para a construção de reputação e vendas simultaneamente. Nesse sentido, uma estratégia orgânica traz clientes para sua empresa naturalmente ao longo do tempo. 

Portanto, em vez de anunciar diretamente para seu público-alvo, você o atrai ao fornecer as informações que ele procura – e o pilar desta atração é o SEO. Esse processo também é conhecido como Marketing de Conteúdo.

Dessa forma, implantar uma estratégia de Marketing Orgânico é uma construção, como qualquer atividade de Marketing. Por isso, é preciso testar e fazer melhorias continuamente para atingir os resultados desejados. 

Ao investir no orgânico, porém, você terá desempenho para a vida toda, por isso o ele é o passo fundamental de uma estratégia de construção do patrimônio digital. Diferentemente do pago e mesmo das redes sociais, cujo impacto só acontece quando você está postando ou investindo em anúncios. Por isso, chamamos eles de “casas alugadas da internet”, pois seu impacto pode ser perdido caso tais espaços perderem popularidade ou, até mesmo, serem excluídos. 

Em suma, o Marketing Orgânico eficaz cria fontes de tráfego permanentes para o seu site. Elas podem ser páginas e postagens de blog que são descobertas por meio de pesquisa, posts de convidados não pagos em blogs do setor, atualizações de mídia social com links para seu site e muito mais.

Quais são os benefícios do Marketing Orgânico?

Ainda não se convenceu de que o Marketing Orgânico é uma boa pedida para o crescimento do seu negócio? Não tem problema: apresentamos, abaixo, os seus principais benefícios:

  • Ele gera ganhos permanentes para o seu site;
  • A mídia orgânica bem feita auxilia nas demais mídias, como a paga;
  • O Marketing Orgânico traz credibilidade e reputação digital para as marcas;
  • Este tipo de Marketing auxilia na melhor construção da persona;
  • Com algum tempo de desenvolvimento, o Marketing Orgânico gera vendas.

Marketing Orgânico: 4 perguntas para entender

Se o Marketing Orgânico ainda é um mistério para você, não se preocupe. Separamos quatro perguntas essenciais para entender esta vertente do Marketing Digital – confira nos próximos tópicos!

1. Quanto tempo leva para o Marketing Orgânico gerar resultado?

Uma estratégia de marketing orgânico gera tráfego para o seu negócio naturalmente ao longo do tempo. Isso pode começar em três dias ou levar seis meses para acontecer, pois não adianta apenas ter um conteúdo orgânico bom. Sendo assim, o seu site precisa ter as configurações corretas para ser localizado e ranqueado pelas ferramentas de busca como o Google.

As perguntas básicas que você deve se fazer, é: qual o resultado que eu preciso obter? Quantas pessoas eu preciso atrair para atingir este resultado? Portanto, ter um mapeamento de indicadores e os monitorar periodicamente é fundamental para atingir resultados e enxergar o poder da comunicação orgânica.

2. Quanto custa o Marketing Orgânico?

O Marketing Orgânico tem o melhor Retorno sobre o Investimento (ROI) do Marketing Digital. Mas isso, logicamente, não significa dizer que ele é gratuito. Você precisa investir em sua estratégia de Marketing, em um software de automação (como o RD Station) e, eventualmente, em ferramentas de automação de conteúdos e controle. 

Além disso, você precisa investir em conteúdos de qualidade e isso envolve pessoas qualificadas para produzir e otimizar. É importante, também, garantir que as suas ferramentas digitais estão preparadas para capturar as informações de tudo o que acontece no seu site.

3. Como o Google enxerga o Marketing Orgânico?

Enxergar o Marketing Orgânico no Google pode parecer confuso, mas ele realmente não é. Por isso, preparamos um exemplo visual a seguir:

Marketing orgânico - pesquisa Google

Do terceiro resultado para baixo é um resultado de pesquisa orgânica. Ou seja, tais links estão listados no mecanismo de pesquisa por causa do Marketing Orgânico. E os resultados acima, o que são? Nesses casos, as empresas pagam para aparecer lá, portanto, qualquer tráfego resultante desses links não é orgânico.

Normalmente, os links pagos terão um indicador próximo a eles – no exemplo acima, a palavra “Anúncio” preenche essa função. Por sua vez, os links orgânicos são deixados vazios. 

Nesse sentido, você provavelmente se lembrará de ter visto postagens pagas em canais de mídia social, como LinkedIn, Facebook, Twitter e Instagram. Ainda, pode até ter visto postagens patrocinadas em sites da indústria, onde marcas pagam uma publicação para escrever sobre seus produtos ou algo relacionado a seus negócios. Ficou mais fácil identificar agora, né?

4. Como conseguir crescimento orgânico no Marketing?

Uma estratégia de marketing orgânico convence os mecanismos de pesquisa de que seu site é relevante para o que seu público está procurando. É por isso que essas táticas podem levar tempo.: elas estão ligadas com a construção de reputação digital. E como qualquer reputação leva tempo para ser construída, pode se perder a qualquer momento, por um deslize, e a sua reconstrução pode levar muito mais tempo. Ou, pior: se perder para sempre!

Marketing orgânico | Charge
Fonte: https://marketoonist.com/2015/10/brand-reputation.html
Ciclo de vida de uma marca de Marketoonist: “Ops! Quanto tempo a nossa agência de PR vai levar para reconstruir a nossa reputação? 3 meses?”

Portanto, lembre-se de que estamos tentando criar canais permanentes de tráfego que ajudarão a transformar usuários em clientes em potencial. E que canais são estes? Nós contamos abaixo:

  • Conteúdo e ativos hospedados em seu site: idealmente, eles preencherão os resultados do mecanismo de pesquisa quando as pessoas pesquisarem no Google um termo relacionado, trazendo o tráfego para você;
  • Postagens de convidados:  conteúdo em um site de um influenciador ou relacionado ao setor é outra maneira de apresentar seu conteúdo a um público mais amplo. Aqui, certifique-se de vincular de volta ao seu conteúdo;
  • Publicações em algumas redes sociais: um tweet ou uma postagem no LinkedIn com um link para o seu site ficará ativo indefinidamente, trazendo novo tráfego para o seu site. Da mesma forma, uso de redes recentes, como o Telegram, também tem o potencial de gerar tráfego de forma indefinida, pois as mensagens não são apagadas por algoritmos.

 

Também é importante ter em mente que uma única postagem não ajudará muito a aumentar o seu tráfego. Dessa maneira, o Marketing Orgânico funciona com base no trabalho que você fez antes. É uma série de esforços de Marketing sustentados. 

Sendo assim, o dinheiro que você investe no primeiro mês continua atraindo clientes nos próximos anos. Você pode ver apenas ganhos mínimos de tráfego no início, mas seus gastos diminuem à medida que o tráfego aumenta com o tempo, como os nossos exemplos mostraram neste conteúdo.

3 etapas para construir uma estratégia de Marketing Orgânico

Agora que você já sabe o que é e quais são os benefícios do Marketing Orgânico, que tal botar a mão na massa? Confira, a seguir, três etapas para construir uma estratégia de Marketing Orgânico de qualidade:

1. Analise os hábitos de tráfego de seu público-alvo

Como o seu mercado-alvo descobre uma empresa como a sua? Talvez eles dependam de sites de resenhas, leiam publicações do setor ou pesquisem “O que eu preciso resolver para resolver [X] problema?” Ainda, há a possibilidade deles seguire, influenciadores de mídia social ou rastrear hashtags, em busca de uma solução que seja melhor do que a que eles já têm.

Depois de responder a essas perguntas, poste o tipo de conteúdo que eles procuram, no local correto onde estão procurando. Inclusive, com o nosso Canvas da Comunicação, fica muito mais fácil realizar esta análise – faça download do material gratuitamente clicando aqui!

2. Crie a biblioteca de conteúdo do seu site

Certifique-se de não negligenciar seu site em favor da construção de links externos. Afinal, as pessoas clicarão nesses links na expectativa de encontrar informações de qualidade e ficarão desapontadas quando não as encontrarem. Dessa maneira, ter um site com pouco ou nenhum conteúdo afeta significativamente suas vendas.

A variedade é o tempero da vida, então não há necessidade de se limitar a um tipo de conteúdo. As postagens do blog são importantes, mas não se esqueça dos vídeos, infográficos e recursos para download, como white papers e e-books.

Quer saber como fazemos isso na Otimifica? Então visite a nossa página de downloads.

3. Otimize seu site para pesquisa orgânica

A otimização de mecanismos de pesquisa ajuda a reputação de todo o seu site – não apenas o conteúdo – a ter uma classificação mais elevada e mais frequente nas páginas de resultados, levando a um aumento no tráfego orgânico. O ponto de partida da Otimização é o SEO. E, embora o SEO seja complexo e esteja em constante mudança, aqui estão algumas dicas rápidas de longa data para você começar:

  • Certifique-se de que cada página tenha metadados: isso ajuda os mecanismos de pesquisa a entender do que se trata o seu site. Portanto, você sempre deverá incluir tags de título com suas palavras-chave mais relevantes, tags de imagem com atributos alt e uma descrição de página.
  • Projete com dispositivos móveis em mente: o Google agora classifica os sites com base em sua leitura em smartphones e tablets. Além disso, considerando que há 234 milhões de smartphones em uso no Brasil, a funcionalidade móvel deve ser uma prioridade;
  • Use o Marketing de mídia social para impulsionar seu alcance orgânico: se você tem um ótimo ativo de conteúdo em seu site que acha que ajudará a aumentar o tráfego, compartilhe-o nas redes sociais. Mesmo se você usar uma plataforma de agendamento paga como Buffer ou Hootsuite, ela conta como uma campanha orgânica. Isso contanto que você não esteja pagando a plataforma de mídia social para promover o post em si.

Tráfego orgânico ou pago: qual estratégia é melhor?

A resposta é: ambas, porém conforme o nível de maturidade da empresa. Ou seja, se você está nos primeiros meses de implantação do INBOUNDPR, provavelmente não vai ter um bom ROI do tráfego — nem pagando! Nesse sentido, as estratégias de Marketing Pago e Orgânico funcionam melhor quando usadas em conjunto, após já ter uma visibilidade orgânica ou alguma reputação digital. 

Sendo assim, o pago aumenta seu tráfego em curto prazo, enquanto o conteúdo orgânico sustenta esses números ao longo do tempo. Portanto, lembre-se sempre: Marketing Pago é casa alugada, enquanto o Marketing Orgânico é patrimônio digital.

Começar o marketing pelo tráfego pago é uma boa tática?

Numa estratégia de INBOUNDPR, não é, especialmente se o seu negócio é B2B. Os anúncios não necessariamente colocam a sua empresa na frente de pessoas que estão procurando por ela. Vamos ajudar a ilustrar essa ideia com um exemplo:

Lembra da pesquisa utilizada ao longo do texto sobre materiais de jardinagem? Embora ela mostre a intenção de plantar um jardim em algum momento, ela não especifica se há procura por dicas ou uma lista de compras. No entanto, no lado direito, há anúncios de kits de jardinagem. Parece interessante e relevante para a procura, então talvez haja um clique por curiosidade.

A publicidade social paga funciona de forma semelhante, mas é baseada menos em consultas de pesquisa e mais em perfis sociais. Se, por exemplo, participa-se de muitos grupos de jardinagem no Facebook, provavelmente apareceria um anúncio semelhante aos dos Google no feed de notícias.

 

Leia também: Mídia paga: desmistificando Google Ads, Face e Instagram Ads 

 

Vale destacar que publicidade paga e postagens sociais patrocinadas custam dinheiro. Todavia, por funcionarem rápido, são uma boa maneira de impulsionar imediatamente seu tráfego, independentemente do estágio em que seu negócio se encontra. 

Na verdade, as estratégias pagas são uma opção para as novas empresas obterem seus nomes lá fora enquanto trabalham em sua estratégia orgânica. No entanto, o tráfego pago cai assim que os pagamentos param ou diminuem. Então, para construir o seu patrimônio digital, a nossa recomendação é que você tenha uma boa eficácia de conteúdo orgânico antes de iniciar  uma campanha patrocinada.

Sendo assim, fica a dica da Otimifica: não faça investimento pago sem antes investir no orgânico. Se um cliente clicar em um anúncio pago em seu site e descobrir que ele está sem conteúdo, ele sairá da sua plataforma e seu investimento será inútil.

Utilize o Marketing Orgânico para expandir seus negócios

Não podemos enfatizar o suficiente que o crescimento orgânico leva tempo, especialmente se seu negócio é novo. Uma nova postagem no blog não terá muito peso no primeiro mês, mas com o tempo, suas atividades de Marketing de Conteúdo se desenvolverão com o apoio das mais antigas.

O mais importante ao medir o sucesso é saber quais são os seus objetivos. Se você deseja apenas aumentar o tráfego, concentre-se em SEO e crie posts de visitantes para aumentar seu público. Também quer aumentar as vendas? Então, adicione algumas frases de chamariz que direcionem as pessoas a baixar ativos digitais ou entrar em contato com um representante.

Provavelmente, você já está se engajando no marketing orgânico, mesmo sem saber. Compreender o termo e criar uma estratégia para atender às necessidades de sua marca fará com que ela tenha ainda mais sucesso.

O Marketing Orgânico não é uma solução rápida, mas vai longe para ajudá-lo a estabelecer, manter e expandir sua marca. Não dependa apenas de estratégias de marketing pagas – formule um plano de ação e cresça!

Quer saber mais sobre a metodologia INBOUNDPR e como ela é capaz de desenvolver o Marketing Orgânico da sua empresa?

Então baixe gratuitamente o Guia Completo sobre INBOUNDPR!
Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap