Inbound Marketing: o que é, seus benefícios e suas estratégias

As empresas estão cada vez mais buscando novas estratégias para atrair novos clientes. Assim, começaram a surgir novos métodos dentro do marketing, tradicional e digital. 

A meta é conseguir chegar no público certo, e principalmente, fidelizar essa pessoa, dessa forma, surgiu o inbound marketing.

O inbound marketing, diferente de outras estratégias, busca um público-alvo mais específico, e se comunicar com a persona da marca de forma mais direta.

Dessa forma, resolver os problemas dos clientes da empresa se torna uma tarefa mais “simples”.

Além disso, por conta da proximidade entre a marca e o seu público, muitas vezes estes clientes se tornam os promotores da empresa. Ou seja, os próprios consumidores fazem um marketing da companhia.

Portanto, confira tudo sobre o inbound marketing e como esta estratégia pode mudar uma empresa.

O que é Inbound Marketing?

Primeiramente, em uma tradução literal, inbound marketing significa marketing de atração. Assim, como o próprio nome indica, o objetivo principal é que o cliente procure a empresa, e não o contrário.

Dessa forma, as estratégias do inbound marketing tem como meta atrair um potencial cliente, baseado no público-alvo e na persona, através da mensagem da marca. A partir disso, começa uma etapa de tentar criar um relacionamento direto com essa pessoa.

Além disso, uma meta importante é fidelizar o cliente, fazendo com que ele se torne um promotor da marca. Isto é, que a própria persona faça um marketing indireto da empresa.

O inbound marketing surgiu em paralelo com o marketing digital. Ou seja, a partir do momento em que o consumidor passou a escolher o que consumir, escolhendo o conteúdo, canais, jeito de consumir, entre outras coisas.

Por conta disso, o inbound marketing trabalha para conquistar este cliente por meio de conteúdos que resolvam os problemas dessas pessoas. No entanto, para isso, é importante definir já no plano de conteúdo e qual será a estratégia de inbound marketing da marca.

Inbound Marketing exemplos

Para entender como o inbound marketing se diferencia das estratégias tradicionais, é importante citar exemplos na prática.

Assim, confira alguns exemplos práticos de grandes marcas que aplicaram o inbound marketing:

  • Starbucks: O Starbucks é uma das melhores empresas no pilar “fidelização de clientes”. Assim, a partir de conteúdos, redes sociais e uma mensagem forte, a empresa conseguiu criar uma grande conexão com seu público-alvo e aumentar sua base de clientes;
  • NuBank: O NuBank também usa muito bem as estratégias e pilares do inbound marketing. A marca usa seu blog para falar de assuntos financeiros de uma maneira mais clara e objetiva para seus clientes e futuros clientes. Além disso, através das redes sociais, o banco criou uma conexão muito forte com sua base;
  • Magazine Luiza: A Magalu talvez seja um dos melhores exemplos de inbound. A empresa conseguiu criar uma base grande, forte e fiel de clientes, e tudo isso humanizando a empresa através da “Lu”. Além disso, os conteúdos do blog conseguem atrair cada vez mais clientes, criando uma forte reputação digital;
  • Coca-Cola: Através do Coca-Cola Journey, um portal de conteúdos e notícias, a marca conseguiu atrair novos clientes, que geraram um aumento das conversões, e consequentemente, leads.

Inbound e Outbound Marketing: entenda diferenças

Antes de mais nada, é importante destacar que as duas estratégias têm como objetivo angariar novos clientes. No entanto, os modos para isso são diferentes.

No inbound, a meta é que o cliente vá até a empresa. Enquanto isso, o outbound marketing são aquelas estratégias mais tradicionais, como anúncios, e-mail, estandes, entre outros.

Além disso, no outbound, a comunicação com o cliente é indireta, e por conta disso, gera menos engajamento entre a marca, e a persona ou público-alvo.

Dessa forma, a principal diferença entre o outbound e o inbound marketing é o relacionamento com o cliente e a forma como o produto da empresa é ofertado. Se no inbound a atração é feita através de conteúdos, no outbound é feita uma oferta direta, geralmente em um veículo de grande audiência.

Por fim, vale destacar que embora as marcas estejam cada vez mais voltadas para o digital, o outbound marketing ainda é uma estratégia importante. No entanto, um dos fatores que fazem o inbound crescer é o custo para colocá-lo em prática.

Qual a importância do Inbound Marketing?

O inbound marketing pode ser importante por diversos fatores para uma empresa. No entanto, independente do tamanho da marca, é sempre importante ter uma base forte e fiel de clientes, que é um dos pilares do inbound marketing.

Além disso, outro fator importante para colocar em prática esta estratégia é a possibilidade de mensurar resultados futuros. Isso pode ser feito através da análise do número de visitantes e conversões que o site teve.

Com essas informações, além de entender o que pode ser mudado, é possível ter uma noção do ROI (Retorno sobre Investimento) da marca.

Por conta disso é importante, ainda mais com o marketing digital, ter uma estratégia de inbound marketing bem definida, para qualquer empresa.

Inbound Marketing benefícios

O inbound marketing pode trazer uma série de benefícios para uma marca, que vão muito além dos financeiros, que sempre será o objetivo principal.

No entanto, para que esses benefícios aconteçam, é necessário que o plano de marketing e as estratégias definidas sejam bem feitas, e monitoradas.

Dessa forma, confira os principais benefícios que o inbound marketing pode trazer para uma marca:

  • Mais visitantes para o site: Um dos principais objetivos do inbound é atrair novos clientes, assim, através de diversos conteúdos relevantes, o site da marca passa a receber mais visitantes;
  • Fidelização dos clientes: Outro objetivo importante do inbound é encantar o cliente. Assim, se bem executado, o inbound pode criar uma rede grande e fiel de clientes, que podem inclusive, promover a marca;
  • Aumento do tráfego: Aumentando os visitantes, aumenta o tráfego, e assim, maiores chances de conversão e leads;
  • Reputação digital: O número de visitantes aumentar, significa que não apenas o conteúdo, mas as estratégias de SEO estão funcionando, e com isso, o site passa a performar melhor no rankeamento do Google, melhorando a reputação digital da marca;
  • Menor custo: De uma forma geral, o inbound marketing é mais acessível financeiramente do que outras estratégias de marketing. Assim, táticas simples podem aumentar o número de vendas, diminuindo o custo por cliente.

Quais são as etapas do Inbound Marketing?

Apesar de ter uma essência diferente do marketing tradicional, o inbound marketing pode ser tão complexo quanto os outros, especialmente se a estratégia não for bem desenvolvida.

Além disso, para que o plano de inbound marketing tenha um bom funcionamento, é importante ter em mente e seguir quatro etapas: atrair, converter, vender e encantar.

Portanto, confira agora o que são as 4 etapas do inbound marketing:

Atrair

Seguindo a definição do marketing, o principal objetivo é atrair tanto sua persona quanto o público-alvo. Para isso, é importante ter conteúdos que trabalhem para que a marca consiga atrair as pessoas certas, e que essas pessoas sejam visitantes regulares da empresa.

Por conta disso que a atração é a primeira etapa do inbound marketing, através de blogposts, redes sociais e estratégias de SEO, a marca pode chegar a novos visitantes para o site.

A partir disso, a próxima etapa é justamente fazer esse visitante converter.

Converter

Obviamente que atrair é importante, mas também é importante que essa pessoa converta, ou seja, que sejam visitantes que vão gerar leads e, consequentemente, vendas.

Para isso, além de ter um conteúdo relevante, é importante investir em landing pages, call to action, e-mail marketing, entre outros.

Vender

Depois de atrair e converter um visitante, é importante conseguir fechar o negócio, ou seja, vender, e que esse visitante vire um consumidor frequente do site.

Para isso, além do inbound marketing, todo o plano de marketing digital da plataforma deve estar bem feito, especialmente os links internos. Já que para o lead gerar uma venda, é importante levar o visitante para os lugares certos da web page.

Encantar

Por fim, independente do visitante ter gerado uma venda para a empresa, é importante que ele tenha uma boa jornada de compra. O objetivo não só que ele volte ao site, mas que ele se torne um promotor da empresa.

Com isso, os próprios clientes vão atrair novos visitantes para a plataforma. Para isso, além da jornada, é importante ter conteúdos relevantes e uma comunicação aberta e próxima com o seu público.

Vale destacar que a relação com o cliente não termina depois da compra. Pelo contrário, agora começa uma nova jornada, que visa encantá-lo a fim de que se torne um promotor da marca e atraia mais clientes para o seu negócio.

Estratégias de Inbound Marketing

Antes de desenvolver estratégias de inbound marketing, é sempre importante ter em mente quais são as metas da marca. Além disso, não é necessário usar todas as estratégias de inbound marketing disponíveis, apenas as que fazem sentido para a empresa.

Portanto, confira três estratégias importantes para o inbound marketing:

Estude seus clientes e defina uma persona

Como mencionado, atrair é um dos pilares do inbound marketing. No entanto, é importante saber qual o cliente você quer atrair, e se essa pessoa é interessante para a marca.

Por conta disso, faça um estudo aprofundado dos futuros clientes da empresa e defina um público-alvo e uma persona.

A partir disso, além de um conhecimento aprofundado dos possíveis clientes, ficará um pouco mais “simples” para definir um plano de conteúdo para atrair essa persona.

Baixe agora o nosso Mapa da Persona
e comece a criar as suas!

Invista em estratégias de SEO

O SEO é muito importante para o conteúdo, ou seja, para a atração, que é um dos pilares do inbound marketing. 

Além disso, com estratégias de SEO bem definidas e palavras-chave fortes, o site pode rankear bem nas plataformas de buscas, gerando novos visitantes, e consequentemente, leads.

E-mail marketing

O e-mail marketing é uma das estratégias mais importantes para o inbound, já que nele, é possível personalizar o conteúdo enviado para clientes em potencial.

Com isso, haverá a fidelização desta pessoa com a marca, através de conteúdos ricos sendo enviados para as pessoas certas.

No entanto, é importante ter uma lista sólida de pessoas que possuem interesse ou já são visitantes frequentes da marca. Além disso, é importante que esse conteúdo seja relevante e de fácil compreensão.

Analista de Inbound Marketing: o que faz?

Vale ressaltar que o inbound marketing é uma área relativamente nova dentro de todo o ambiente do marketing. Assim, um analista desta área ainda é uma opção de oferta escassa no mercado.

No entanto, como o inbound é um pouco diferente das estratégias de marketing mais tradicionais, é importante ter um analista de inbound marketing no planejamento da marca.

Ele será responsável por todo o plano de ação, execução, automação, gerenciamento e mensuração de resultados da estratégia.

Em suma, o analista de inbound será a pessoa que irá colocar em prática as quatro etapas do inbound marketing, atração, conversão, vender e encantar.

Além disso, o analista de inbound marketing pode atuar em diversas áreas dentro do funil de vendas. Assim, ele pode estar presente na produção de conteúdos, nas estratégias de SEO, mídias sociais, e-mail marketing, entre outros.

Por fim, além de planejar e executar, um analista pode estudar todo o planejamento de inbound desenvolvido anteriormente, e apontar ações para melhorar o desempenho da marca.

Como aplicar estratégias de Inbound Marketing na empresa?

Vale destacar que antes de aplicar qualquer estratégia de inbound marketing, é importante fazer um diagnóstico de todo o marketing da marca. A partir disso, serão definidas todas as estratégias e os objetivos.

Além disso, é necessário ter em mente os 4 pilares do inbound: atrair, converter, vender e encantar. Por conta disso, o diagnóstico sempre deve levar em consideração estes quatro pontos do inbound marketing.

Após o diagnóstico, é o momento de fazer o planejamento, alinhando os objetivos, quais e como resolver os problemas da empresa.

É importante pensar no plano de conteúdo e assim, definir um calendários de publicações a partir das palavras-chave escolhidas.

Feito o planejamento, é o momento de executar toda a estratégia definida, sempre tendo em mente que é necessário monitorar tudo o que está acontecendo. O monitoramento é crucial para definir se é o momento de ter uma mudança na estratégia definida, ou apenas pequenos ajustes.

Ferramentas de Inbound Marketing

Para qualquer estratégia de marketing, é preciso ter as ferramentas certas. Além do auxílio e praticidade, as ferramentas ajudam a acelerar e automatizar todo o processo.

No entanto, por conta das diferentes etapas, cada uma pode exigir um tipo diferente de ferramenta, como para o blog, para automação, SEO, palavras-chave, entre outras.

Assim, vamos trazer as principais ferramentas para o inbound marketing. Confira:

Ferramentas de conteúdo

Como foi mencionado anteriormente, o conteúdo é a parte mais importante quando falamos da etapa de atração. Por conta disso, é importante que esse conteúdo seja relevante para o seu futuro visitante.

Assim, existem plataformas que ajudam a desenvolver esse planejamento e a colocar o conteúdo em prática.

Confira algumas ferramentas que vão auxiliar no planejamento e desenvolvimento dos conteúdos da marca:

  • AhRefs: É uma plataforma prática, que auxilia na análise de palavras-chave, além de relatórios completos de links e backlinks, assim, vai ser de grande ajuda na estratégia de SEO da marca;
  • Google Keyword Planner: Uma ferramenta fornecida pelo próprio Google e que é crucial para desenvolver um conteúdo relevante. Ela vai fazer uma análise das palavras-chave que estão mais em evidência na plataforma e planejar cada palavra que se enquadra no conceito da marca e do mercado de atuação;
  • WordPress: Uma ferramenta de postagem de conteúdo. Simples e intuitiva, a plataforma ainda fornece o Yoast, que analisa o SEO do conteúdo que será postado.

Ferramentas de automação

A automação também é crucial para o inbound marketing, já que além de ajudar na conversão de novos clientes, torna o processo mais ágil.

As ferramentas de automação estão ligadas principalmente no e-mail marketing, crucial em um bom planejamento de inbound marketing.

Confira as principais plataformas de automação: 

  • HubSpot: Crucial para a jornada do cliente. O HubSpot auxilia na criação e monitoramento de landing pages, gerência leads e fornece um relatório completo de alguns resultados;
  • RD Station: Uma ferramenta totalmente brasileira, e uma das mais utilizadas. Com o RD, é possível criar um fluxo de e-mail marketing, possibilitando a geração de novos leads. Além disso, auxilia nas landing pages e lead scoring.

Ferramentas de monitoramento

Além de planejar e desenvolver o plano de inbound marketing, é importante fazer um monitoramento de como está o desenvolvimento deste planejamento.

O monitoramento é crucial, já que além de analisar o desempenho, é possível fazer uma mudança de rotas, caso seja necessário.

Assim, confira uma ferramenta que ajuda monitoramento do inbound marketing: 

  • Google Analytics: A plataforma do Google é crucial para qualquer plano de marketing. Dessa forma, o Analytics auxilia a monitorar e analisar o tráfego e conversões do site e dos blogposts.

Inbound Marketing métricas

Como qualquer estratégia de marketing, no inbound marketing também é crucial acompanhar as métricas do planejamento desenvolvido.

No entanto, também é importante acompanhar as métricas corretas, já que analisar os dados errados pode atrasar e prejudicar todo o plano de marketing traçado.

Portanto, confira as três principais métricas do inbound marketing.

ROI (Retorno sobre Investimento)

O ROI é umas das métricas mais importantes não só do inbound marketing, mas de qualquer estratégia de marketing, afinal de contas, é crucial que o planejamento e o que foi investido traga lucro para a marca.

No entanto, é importante destacar que o ROI não deve ser analisado apenas pelas vendas geradas. O retorno pode vir através de leads, aumento de visitantes, entre outros.

Além disso, é importante um determinado período de tempo para começar a analisar o retorno, já que dependendo o tipo de estratégia adotada, os resultados podem demorar a aparecer.

Assim, para analisar o ROI basta subtrair tudo o que foi investido com os faturamentos gerados.

Conversões

Como mencionado anteriormente, uma das etapas do inbound marketing é gerar conversões. Por conta disso, esta taxa entra como uma das métricas mais importantes, já que vai indicar se a marca está atraindo os clientes certos e oferecendo boas soluções para eles.

Além disso, a taxa de conversão é necessária para avaliar e pensar em novas ações para melhorar esse número, buscando gerar leads e vendas.

As conversões vão variar de acordo com a sua estratégia, mas ela pode ser analisada pelas landing page, e-mail marketing, links internos, total de visitas, entre outros.

Funil de vendas

Assim como o ROI, o funil de vendas também é uma das métricas mais importantes para qualquer estratégia de marketing.

Resumidamente, um funil de vendas representa de forma visual toda a jornada de compra de um cliente em potencial.

Assim, é importante analisar cada etapa deste funil, já que muitas vezes, alguma parte dele não está funcionando, e com isso, prejudicando as demais estratégias de inbound marketing.

Custo por Visitantes

Mais uma métrica importante do inbound marketing, e que na maioria dos casos, pode e deve ser analisada juntamente com a taxa de conversão.

O custo por visitantes representa o número de visitas no site dívida pelo valor investido em campanhas de marketing, seja ela qual for.

O resultado vai indicar se o esforço para aquela visita está, ou não, valendo a pena. Dessa forma, quanto menor for o custo, melhor para a empresa.

Consultoria de Inbound Marketing: quando contratar?

Uma consultoria de marketing pode ser muito importante para qualquer empresa. Com ela, a marca terá uma equipe de profissionais que irão fazer um diagnóstico completo e, assim, definir as estratégias e as metas do inbound marketing.

Além disso, todo este planejamento, além de conversões e leads, pode ter alguns outros benefícios, como a otimização do SEO e a criação de uma reputação digital.

No entanto, é importante saber o momento de contratar uma consultoria, já que ela pode atuar em diversas etapas do inbound marketing. 

Algumas empresas precisam da consultoria apenas para criar o planejamento e traçar estratégias, por exemplo. Enquanto isso, outras marcas precisam mais da parte de execução, monitoramento e análise de métricas.

Por conta disso, antes de contratar uma consultoria de inbound marketing, é crucial entender qual é o momento do inbound marketing da empresa.

Quer entender se é o melhor momento para você contratar uma Consultoria?

Então, baixe agora mesmo o nosso e-book!
Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap