Inbound Marketing e INBOUNDPR: você sabe qual a diferença?

Você sabe qual a diferença entre Inbound Marketing e Inbound PR? A primeira vista pode parecer se tratar basicamente da mesma coisa, mas não é. Você pode ter uma ideia pré-concebida de que o PR traz ao Inbound Marketing: a assessoria de imprensa. Portanto, enxergar as Relações Públicas desta forma é mais ou menos como fazer a sua comunicação sem considerar o digital.

Sendo assim, as estratégias para sistematizar e as etapas implementar ambas metodologias são diferentes. Ficou interessado? Então continue a leitura para aprender as diferenças entre Inbound Marketing e Inbound PR.

O que é PR?

PR ou Public Relations é simplesmente a tradução de Relações Públicas do inglês para o Português.

Na prática da comunicação contemporânea, Relações Públicas é uma mentalidade para a construção e a gestão de relacionamentos corporativos. Porém ela surgiu como uma profissão nos Estados Unidos. No Brasil, ela também surgiu como uma profissão há mais de 100 anos. Sua função era essencialmente influenciar a mídia, colaboradores e demais stakeholders.

Com o tempo, a mudança da mentalidade nas organizações, o surgimento de novos formatos de relacionamento em especial nas redes sociais digitais, mudamos também de paradigma: do analógico o digital. Neste contexto, a forma de fazer Relações Públicas também mudou.

E para colocar essa forma em prática com resultados, a relações públicas e fundadora da Otimifica, Ariane Feijó, começou a fazer experimentos, o qual chamou de comunicação sincronizada ou Inbound PR.

Dessa maneira, o Inbound PR é a inteligência para a maturidade digital. Para isso há um forte embasamento em dados e nas mais atuais tecnologias de relacionamento com as personas dos clientes.

Afinal, o que é Inbound PR?

Inbound PR é uma forma inovadora de fazer comunicação integrada, em que o Marketing digital olha para as pessoas e as Relações Públicas olham para as vendas.

Para deixar ainda mais claro o conceito por trás do Inbound PR, podemos traduzir como comunicação sincronizada, um amadurecimento prático da comunicação integrada.

Isso porque está na essência das Relações Públicas integrar: seja departamentos, interesses públicos ou criar networking de valor para as organizações. Isso tudo com o objetivo de desenvolver a reputação e a melhor imagem corporativa.

Dessa forma, trabalhar de forma sincronizada exige não apenas pensar nos objetivos de comunicação, como também de negócio.

Existiam até aqui duas formas de focar nos objetivos de negócio nas organizações: do ponto de vista de Marketing e do ponto de vista de Relações Públicas.

Quem olha do ponto de vista do Marketing, certamente pensa com o enfoque de vendas. Já do ponto de vista de RP, o foco é na construção de relacionamentos, para a empresa projetar uma imagem melhor no mercado.

E muitos ainda associam RP exclusivamente com assessoria de imprensa, no bem-estar dos clientes e em tudo o que se relaciona com reputação.

Acontece que ambas as faces do comunicar para empresas, negócios ou ideias precisam necessariamente de Marketing e de RP.

É preciso, portanto, olhar para ambas de forma sistêmica. Não apenas trabalhando lado a lado, mas nascendo de iniciativas conjuntas. Mais do que integrar, é preciso sincronizar.

Quais são as vantagens de aplicar o método Inbound PR?

Sincronizar Relações Públicas com Marketing Digital é uma prova que a multidisciplinariedade só vem a somar para as organizações0. Isso porque, ao fazer uso dos principais conceitos dos segmentos, as marcas ganham credibilidade no all line e, também, passam a atingir seu público em diferentes contextos.

Confira os inúmeros benefícios que o Inbound PR traz para as empresas abaixo: 

  • Geração de leads e, consequentemente, mais fechamento de vendas
  • Construção de patrimônio digital
  • Foco no Marketing Orgânico, que possui menos custos para as empresas
  • Integração entre os setores das empresas
  • Maior aproximação com a persona da marca
  • Alinhamento de objetivos de negócios constante
  • Melhor posicionamento no ranking do Google

Inbound Marketing e Inbound PR: qual a diferença?

No Inbound PR trabalhamos com as questões culturais que formam a mentalidade digital, ou seja, que transformam as pessoas para trabalharem a tecnologia de forma a agregar valor para as empresas, e não como premissa.

Nesse sentido, vivemos a era das melhores soluções, não dos melhores sistemas.

E para entender de soluções, é preciso entender de pessoas. Já no Inbound Marketing, o foco é essencialmente a geração de leads e vendas.

Muitas empresas não estão prontas para o Inbound Marketing, então criou-se o Inbound PR. Outras já possuem processos bem sucedidos de Inbound Marketing, e daí o Inbound PR surge para fortalecer a reputação.

Seria Inbound PR uma superação do Inbound Marketing?

Assim como RP é diferente do Marketing, o Inbound PR é diferente do Inbound Marketing.

O Inbound Marketing olha para critérios bem práticos: quantas visitas tem o site, quantos leads isso gera, quantos desses leads realmente estão interessados em comprar e quantos interessados viram vendas.

No Inbound PR, a primeira coisa que fazemos é entender os objetivos e norteadores estratégicos do negócio (visão, missão e valores).

A seguir, alinhamos esses norteadores com o Propósito, com as Pessoas (internas e externas) e colocamos a inteligência por trás do Inbound PR para funcionar.

Ao longo de todo o processo do Inbound PR, monitoramos o impacto do trabalho na reputação digital e nas vendas.

Com isso, entregamos resultados que os clientes querem – mais clientes – vamos educando-os sobre a reputação, a sua importância e o quanto uma boa reputação gera ainda mais vendas.

Conheça os 3 pilares para sistematizar o Inbound PR

O Inbound PR está sistematizado em três princípios e etapas de implementação: propósito, pessoas e método. Vamos saber um pouco mais sobre cada um?

Propósito

O propósito é aquilo que transmite a mensagem-chave da organização, ou seja, a sua alma. É a partir dele que temos medidas que refletem diretamente nos produtos ou serviços.

Aqui, ressaltamos: o propósito deve ser algo real, e não uma palavra de modismo solta. Então, precisa refletir o que, de fato, move os colaboradores da empresa. Portanto, com um bom propósito definido, cria-se o caminho para decidir os objetivos de negócio da organização, esses que auxiliam na criação de estratégias de Marketing e Comunicação. 

Pessoas

Após, temos as pessoas, que são todos os indivíduos relacionados ao negócio. Sendo assim, partimos de uma análise dos públicos de interesse do problema para o qual fomos contratados para resolver.

A partir daí, trabalhamos de forma a alinhar as pessoas do negócio: desde a alta administração até os clientes que vão sofrer algum tipo de impacto ou vão ter envolvimento na resolução do problema.

Para isso, precisamos alinhar as mentalidades. Outro ponto trabalhado no pilar Pessoas são as personas, que se traduzem como personificações dos públicos-alvo. Este é um conceito  que chegou ao Inbound PR a partir do UX Design, onde as personas surgem. Aqui, vale o destaque de que o “pai” das personas chama-se Alan Cooper, um designer e programador estadunidense.

Método

Por último, temos o método , traduzido em forma do Inbound PR. Dessa forma, ele trabalha a comunicação de forma integrada nas 4 mídias: própria, paga, social e espontânea.

Além disso, no Inbound PR o método possui influência direta das Metodologias Ágeis, que visam otimizar o fluxo de trabalho em projetos. A partir delas, há a garantia de entregas rápidas e de qualidade, mantendo uma boa organização e comunicação entre a equipe.

Esses são, em resumo, os três pilares que norteiam a metodologia Inbound PR. Sendo assim, com propósito claro e conhecendo bem as pessoas envolvidas no processo, é possível criar um plano estratégico de ação digital a fim de gerar vendas e reputação ao mesmo tempo.

Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap