Engajamento digital: saiba como aumentar sua potência nas 4 mídias

O conceito de engajamento ganhou novos significados a partir das dinâmicas criadas pelas redes sociais. Likes, comentários e compartilhamentos são os principais indicativos de que o público “engajou” com uma postagem.

Seja no perfil pessoal ou na página da sua empresa, o objetivo geralmente é ver o boom de notificações, entre balões e corações. No que tange ao individual, o engajamento gera a – ou a sensação de – mais autoestima e no profissional, significa alcançar o público buscado.

No entanto, o que irá se explorar aqui é que o conceito de engajamento é muito mais amplo do que isso. E quando se trata de marketing e comunicação, pode-se estar caindo em algumas armadilhas e dependências do engajamento nas redes sociais.

Engajamento é tão crucial como saber interpretar os dados e cada espaço na rede a partir dele. Destaca-se, a partir disso, os 4 tipos de mídia no Inbound PR e como é importante começar os investimentos a partir de mídia própria.

O que é engajamento digital?

O engajamento é o ato ou efeito de engajar. Ok, uma explicação um pouco ampla que vem do dicionário. Para melhor entendimento do termo, é preciso direcioná-lo ao assunto em questão.

Outra definição do dicionário é o “envolvimento a serviço de uma ideia ou uma causa”, o que pode remeter o termo ao seu significado no contexto militar ou levá-lo a raízes mais filosóficas.

No marketing, engajamento digital vai além de se envolver apenas a uma causa, mas depende também de uma ação direta. Refere-se, portanto, a reação de uma audiência perante uma publicação, podendo se manifestar de várias maneiras e isso ajuda a mensurar o nível de lealdade do público.

Qual a importância do engajamento?

A importância do engajamento digital é mostrar se as suas ações de comunicação estão funcionando. Sendo assim, quando o resultado é positivo, os algoritmos entregam o conteúdo para mais pessoas.

A procura incessante dos profissionais de marketing digital na era contemporânea é saber quais as melhores técnicas para engajar mais e atingir mais pessoas. O engajamento alto potencializa outras ações complementares de marketing e, consequentemente, aumenta o número de vendas.

Por muitas vezes, o engajamento é visto como um termômetro que aponta se o trabalho de marketing é bem ou mal feito. Aqui, faz-se novamente o alerta no qual vamos estender ao longo do texto.

Mais engajamento e mais pessoas consumindo seu conteúdo? Isso é ótimo e é tudo que uma empresa de marketing quer. No entanto, a rede social é uma casa alugada: ou seja, ela não pertence a você como, por exemplo, acontece com um blog que segue técnicas de SEO. Portanto, você não deve medir o sucesso da sua comunicação sempre pelo engajamento de uma ou outra rede social, pois ele pode variar conforme novas políticas das empresas.

Ainda assim, engajamento sempre diz algo.

Dessa forma, a interpretação dessa mensagem por parte do profissional de marketing é que faz a diferença. Os algoritmos destacam cada vez mais conexões reais e conteúdo de valor. Nesse escopo, quais tipos de engajamento existem e o que eles podem traduzir?

Tipos de engajamento digital

Para diferentes redes e formatos, existem diferentes tipos de engajamento e os algoritmos atuam segundo eles. O número de seguidores é relativo nessa conta, pois interessante é ter uma fatia considerável de pessoas engajando dentro da sua base, seja qual for o tamanho dela.

Dentro das ações possíveis, já mencionamos anteriormente as três principais, que podem até mudar o nome de acordo com cada rede. Porém, elas seguem um padrão, normalmente o like, o comentário e o compartilhamento.  

Os tipos de engajamento digital, portanto, podem variar de uma ação mais simples e direta a uma mais complexa. Um clique na tela origina o like, já formular, escrever e postar um comentário traz um pouco mais da opinião do leitor/consumidor acerca do conteúdo.

 

Alguns tipos de engajamento digital:

  • likes-compartilhamento, repost ou retuítes
  • comentários
  • clique nos links
  • salvar o post
  • visualizações
  • inscrição ou novos seguidores a partir do post
  • enviar o conteúdo para alguém

Engajamento nas redes sociais

Agora que você sabe o que é engajamento, vai saber como aumentar sua potência nas 4 mídias. Em primeiro lugar, trata-se daquela que chega primeiro ao imaginário quando falamos em engajamento: a rede social.

As redes sociais usam os algoritmos para escolher que tipo de conteúdo vai aparecer na timeline dos seus usuários. Quanto mais engajamento você gerar, maiores são as chances do seu conteúdo figurar no feed da sua persona.

Engajamento no Instagram

O Instagram é uma das redes sociais favoritas dos profissionais de marketing e influencers neste momento. É uma rede bastante propícia à exposição de conteúdos e produtos e o engajamento é o seu principal combustível.

No Instagram, engajamento é a forma de medir a interação dos seguidores com a página e é crucial para a eficácia do trabalho ali desenvolvido.

As principais interações são os likes, os comentários, o salvar e o compartilhar, mas essa rede também tem as visualizações e interações mais específicas com o stories e os reels.

Existem diversas ferramentas para medir o engajamento na plataforma. O Instagram Insights é uma delas, oriunda da própria rede, que exibe métricas necessárias para o cálculo do engajamento.

Facebook

O Facebook é a rede social mais usada no Brasil. Além disso, o mesmo dono é detentor de outras duas redes entre as top 5 na preferência do público brasileiro.

Portanto, se você trabalha com marketing digital, é muito improvável que não faça sentido nutrir uma página com conteúdo nesta rede. No entanto, muitas pessoas reclamam, atualmente, de uma queda no engajamento no Facebook.

A rede vem mudando bastante o seu algoritmo nos últimos tempos. Os filtros estão se expandindo, e poderíamos imaginá-lo como um cinema, onde só os filmes sucessos de bilheteria figuram entre os estandartes e propagandas no local.

Sendo assim, como fazer com que o seu conteúdo tenha ares de sucesso de bilheteria, e chegue ao grande público no Facebook? Para isso, traçamos algumas dicas.

Dicas de engajamento no Facebook

Não vamos entrar especificamente nos tipos de engajamento aqui, pois eles são bastante parecidos com os que você viu acima. O compartilhamento é uma das formas que mais gera alcance, mas os comentários geralmente possuem menor taxa de frequência e trazem um feedback muito importante.

O primeiro passo é pensar em conteúdo de qualidade e que faça sentido para a sua persona. A comunicação precisa ser sincronizada e contínua. De um lado, o público espera que você cumpra uma expectativa e, de outro, você quer uma comunidade engajada e interativa.

Para tanto, é necessário planejamento. Não basta postar todo dia, mas postar com uma periodicidade definida, a partir do estudo de quais horários são mais confortáveis para o público.

E isso é algo interessante, pois ainda que existam dados táteis sobre índice de engajamento como, por exemplo, de que “a segunda-feira é o melhor dia”, cada negócio é particular.

Faça testes e mensure os resultados para encontrar as datas e horários que se encaixam para o seu negócio.

Existe uma série de recomendações para aumentar o seu alcance orgânico no Facebook como: postar sempre com imagens, fazer perguntas ao público, não esquecer das Call to Action, estar atento ao timing dos assuntos.

Entretanto, também é possível investir em engajamento pago através do Facebook Ads.

LinkedIn

O Linkedin é uma rede importante para a construção do que chamamos de reputação digital. Bem como nas redes acima, o LinkedIn também organiza a linha do tempo a partir de algoritmos.

O algoritmo do LinkedIn prioriza os conteúdos mais recentes de maior interesse para cada usuário, considerando o tamanho do perfil, como as pessoas engajam com o conteúdo e o que está em alta na rede.

Construir reputação nessa rede passa por entregar conteúdo de valor que expresse os valores da marca, contribua com empresas e potenciais parceiros e traga soluções para problemas cotidianos.

Quais as melhores ações para que o engajamento de um perfil no LinkedIn aumente e atinja mais pessoas? 

Destacam-se o preenchimento correto da página principal, participar de conversas atuais acerca do tema que sua companhia aborda e estimular colaboradores a compartilharem a cultura da empresa.

O LinkedIn é uma rede de negócios, portanto, a busca por likes, comentários e compartilhamentos precisa estar atrelada a uma entrega de valor séria. Estando comprometida aos princípios da empresa, pode ajudar a abrir portas a novos parceiros estratégicos.

Não se esqueça! O LinkedIn também é uma rede com mecanismos de busca, portanto pensar em estratégias de SEO é indispensável. Invista esforços do time de marketing para pesquisa de palavras-chave, pense nos links compartilhados, organização da copy e CTAs.

Engajamento orgânico

Quando falamos em engajamento orgânico, trata-se de todo tipo de engajamento adquirido de forma gratuita – ou seja, por meio do marketing orgânico. Ao encontrarmos o termo “orgânico” no dicionário, temos referências à pureza, naturalidade, algo mais “saudável”.

E na internet, será que engajamento orgânico é mais saudável?

Bom, em primeiro lugar pode ser para o bolso. Afinal, ao não gastar o seu dinheiro com engajamento pago, você fica livre de uma “dependência” do custo para alcançar o público desejável.

Além disso, com o engajamento orgânico, você gera mais credibilidade, ao passo que o seu conteúdo aparece nos topos dos mecanismos de busca para resolver os problemas dos seus clientes.

É nesse escopo que se aplicam os estudos em SEO, que são técnicas para melhor posicionar o seu site e o seu conteúdo nas melhores posições do Google ou de outras ferramentas.

Aplicar as técnicas de SEO é muito mais do que apenas escolher palavras-chave, é construir patrimônio digital e atrair essa buscada engajamento orgânico, com mais clientes clicando nos seus links.

E como eu posso avaliar o meu engajamento orgânico? Existem ferramentas para esse fim como o Google Analytics, uma plataforma gratuita e que permite o monitoramento de tráfego na sua página, com uma série de dados relevantes.

A partir desse sistema, você passa a saber mais dados acerca do seu público, como o perfil, idade, sexo e naturalidade. Sabe, também, o que está sendo procurado na rede em torno do assunto. E tem relatórios periódicos para acompanhar e analisar o número de visitantes.

Todos esses dados facilitam a você direcionar o seu conteúdo e aumentar o seu alcance orgânico.

Engajamento pago

Ao contrário do engajamento orgânico e como o próprio nome sugere, o engajamento pago pressupõe custos, um investimento por ação ou clique. Essa é uma opção para fazer com que seu conteúdo chegue ao público-alvo, mas gostamos de tratá-la como a cereja do bolo. 

Com engajamento pago, estamos falando de investimentos em anúncios digitais, como o Google Adwords, Facebook Ads, Instagram Ads e propagandas no Youtube.

Para explicar a analogia com a cereja do bolo, voltamos a destacar o contexto de que, com o anúncio pago, você fica dependente do dinheiro investido continuamente e da rede em questão. A rede caiu ou você parou de investir? O conteúdo para de performar.

Contudo, não irá se pontuar aqui que o engajamento pago não é uma solução importante. Como a cereja do bolo, ele deve ser visto como um complemento final, depois que você construiu uma estratégia de produção de conteúdo própria, começou a criar reputação e quer dar alguns passos além.

Engajamento espontâneo

Tudo o que um profissional de marketing mais quer é que suas ações tenham sucesso a um nível que a marca ou negócio esteja na boca do povo. Quando as pessoas falam de você “por aí”, nas ruas físicas ou digitais, significa que você alcançou o engajamento espontâneo.

O engajamento espontâneo é a validação dos outros antepostos. Significa que os esforços em marketing, pagos ou gratuitos, estão alcançando as metas. 

Esse tão sonhado fenômeno pode acontecer nos caracteres de um tweet, ou em publicação de revista ou jornal online. A assessoria de imprensa é a rainha da mídia espontânea, pois aumenta as chances da sua marca obter inserções em veículos interessantes para o seu negócio. 

Lembrando que, quando falamos em engajamento espontâneo, ele é gratuito. Ainda que um influencer fale do seu produto ou marca, se há custo envolvido, entra na categoria de procura por engajamento pago.

3 benefícios do engajamento digital

O objetivo principal de um negócio é ter lucro. E o engajamento digital contribui com esse fim ao gerar um aumento de vendas. Essa é, entretanto, a meta final, onde você quer chegar e você pode saborear os benefícios imediatos que o engajamento traz durante essa trajetória.

Visualize a estratégia em um plano mais abrangente. É importante pensar na experiência que o seu usuário terá com o seu conteúdo e o que vem a ele quando perguntado sobre sua marca. Veja 3 benefícios imediatos do engajamento digital:

  • Aumento de reputação: utilizando-se de técnicas de SEO para melhor rankeamento nos mecanismos de busca, você é mais visto pelos futuros leads e abandona a invisibilidade digital.
  • Aumento de alcance orgânico, o mais barato da internet: muitos profissionais ainda pensam que Marketing é apenas investimento em anúncios. Métodos como o Inbound PR surgem para provar que é possível trazer mais engajamento com conteúdo de qualidade e empatia com a persona de maneira orgânica. 

Mais engajamento: exatamente o que você leu, não nos equivocamos. Quando você gera engajamento, adquire mais informações valiosas sobre sua persona. A partir daí, o conteúdo é guiado de acordo com os interesses verificados pelo público e a tendência é que mais pessoas daquela comunidade cheguem até você.

Como aumentar engajamento com a marca?

Quando chega esse momento de falar sobre os modos de aumentar o engajamento, muitas vezes o público espera a fórmula mágica. O tal do segredo por trás do conteúdo, o horário perfeito para postar, entre outras promessas milagrosas.

Realmente, existem alguns métodos que podem auxiliar a uma postagem ter mais ou menos engajamento. Contudo, como mostrado previamente, o algoritmo valoriza cada vez mais a criação de conexões reais e a resposta do público às publicações.

Quando o público começa a recomendar o que está sendo dito, estamos nos aproximando do que é chamado de prova social. Esse fenômeno é um clássico no marketing e ajuda a personificar as experiências.

Se uma pessoa, ou uma comunidade de pessoas tem algo importante a dizer sobre a forma como o seu negócio atua, leve essa informação a campo. Pense, no entanto, como deixar a prova social também integrada à voz da marca para que não fuja do tom. 

Além da prova social, há diversos formatos para estreitar o contato com o público. Criar uma enquete, abrir uma caixinha de perguntas, realizar uma pesquisa por e-mail, tudo isso ficou muito mais simples e instantâneo de ser feito.

Como calcular o engajamento da marca?

O cálculo do engajamento de uma marca é feito a partir da média de tipos de interações registradas durante um intervalo de tempo ou em uma publicação e o alcance total da marca.

Para fazer a conta, todas as interações que a mídia possui são contabilizadas: curtidas, comentários, compartilhamentos, cliques e demais possibilidades.

A soma das interações é feita e é dividida pelo alcance total da página da marca na rede, que pode ser o número de seguidores ou inscritos. O resultado dessa conta multiplicado por 100 trará a porcentagem de engajamento buscada.

Sabia que é possível mensurar os resultados de comunicação da sua empresa?

Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap