Cauda longa: entenda a importância deste tipo de palavra-chave

Muito importante para qualquer planejamento de marketing, as estratégias de SEO podem mudar o panorama de uma empresa no Google. Dentro destas táticas, as palavras-chave cauda longa podem ajudar a aumentar o tráfego e conversões.

Diferente das head tail (termos gerais), as long tail keywords (palavras-chave cauda longa) são termos com baixo volume de busca e pouca concorrência.

Assim, se a estratégia de SEO for bem aplicada, a cauda longa pode mudar o posicionamento digital de uma empresa.

Portanto, confira agora o que é uma palavra-chave cauda longa, seus benefícios e quando usá-la.

O que é palavra chave de cauda longa?

Uma palavra-chave cauda longa é normalmente formada pela união de três ou mais palavras. Ou seja, ela também pode ser encarada como uma pequena frase.

Um dos seus maiores benefícios é que ela representa uma busca mais personalizada e específica. Por conta disso, se forem bem executadas, a cauda longa pode colocar a empresa nos primeiros lugares do ranking de busca do Google.

Além disso, a cauda longa pode, e deve, ser usada para conteúdos que a marca quer divulgar, e não apenas termos genéricos. Assim, a long tail pode segmentar mais as visitas no topo do funil de vendas, atraindo mais leads.

Esse tipo de palavra-chave também é importante para empresas que utilizam o Google Ads, já que possuem um grande índice de qualidade.

Por fim, a cauda longa, quando colocada em um gráfico, é representada por um dinossauro, imaginando a cabeça no alto e sua cauda no chão. No topo, palavras com grande volume de busca. Enquanto isso, na cauda, palavras com menos demanda.

Exemplos de palavra chave de cauda longa

Para ser considerada uma palavra-chave de cauda longa o recomendado é que tenha ao menos 4 palavras, ou de 11 a 20 caracteres.

Portanto, confira alguns exemplos:

“Método Inbound PR”: nota-se que apesar de serem 3 palavras, o termo chega em 17 caracteres, além de ser uma busca específica.

“Como fazer um plano de marketing digital”: embora o termo passe os 20 caracteres, são mais de 4 palavras, além de ser uma busca específica.

Importância da palavra chave de cauda longa

Apesar de se tratar de termos com baixo volume de busca, a palavra-chave de cauda longa pode ser crucial para o funcionamento do plano de marketing digital de uma empresa.

Uma de suas principais importâncias é que elas ajudam a taxa de rejeição do site ou blog, ajudando a criar uma reputação digital para a marca.

Além disso, apesar de ter um volume menor, como a cauda longa é mais específica, as pessoas conseguem encontrar com mais facilidade e exatidão a solução do problema.

Essa facilidade ajuda a criar um relacionamento com cliente, seja ele uma conversão, compra ou assinatura.

Benefícios de usar palavra chave de cauda longa

A palavra-chave de cauda longa possui uma série de benefícios para uma estratégia de SEO, especialmente se a seleção destes termos for bem feita.

Assim, um dos de seus benefícios é que apesar de menos buscadas no Google, quem busca e visita o site, está mais apto a comprar um produto ou serviço. Portanto, quanto maior for o termo, maior a chance de uma conversão.

Além disso, é justamente o fato de serem termos com pouco volume de buscas que aumenta o potencial de um termo rankear bem no Google.

Dessa forma, confira outros benefícios da palavra-chave de cauda longa:

Quando usar palavra-chave de cauda longa no seu blog?

Usar uma palavra-chave de cauda longa pode ser válido para qualquer empresa, de qualquer porte, especialmente pelo fato dos termos serem menos concorridos.

No entanto, há momentos e estratégias diferentes para elas serem aplicadas.

Assim, ela pode ser usada para empresas que buscam gerar mais tráfego e leads para o site e/ou blog.

Além disso, a cauda longa pode, e deve, ser utilizada como uma das formas de divulgação de um produto ou serviço oferecido por uma marca. Entretanto, neste caso, o termo precisa ser muito específico, levando o cliente diretamente para o que a empresa está oferecendo. 

Por fim, é importante destacar que apesar de ter um volume de busca menor, a palavra-chave de cauda longa pode demorar para aparecer no ranking do Google. Por conta disso, otimizações também são parte importante do processo.

4 dicas para usar palavra chave de cauda longa no seu SEO

O momento de usar a palavra-chave de cauda longa é extremamente importante para que a estratégia da marca funcione conforme o projetado.

No entanto, há outros pontos que também devem ser levados em consideração na hora de usar uma palavra-chave de cauda longa. Confira algumas dicas:

1 - Utilize ferramentas para buscar palavras-chave

Definir quais as caudas longas que serão utilizadas não deve ser baseado apenas em produtos ou serviços da marca. Dessa forma, além de uma análise do mercado e da concorrência, é importante planejar a palavra-chave que será usada.

Para isso, existem algumas ferramentas disponíveis que podem ajudar a definir quais os termos que serão utilizados na estratégia.

 

Veja algumas ferramentas:

  • Keyword Planner: esta é uma ferramenta disponibilizada pelo próprio Google. Além de ser muito intuitiva, a plataforma ajuda a planejar e analisar diversas palavras-chave relacionadas à marca, indicando pontos como volume de busca, competitividade e outros dados importantes para o planejamento.
  • Ubersuggest: outra ferramenta muito intuitiva e importante na hora de definir os termos. Criada por Neil Patel, ela analisa e identifica quais os termos mais recomendados para a marca, além de dar variações de palavras-chave pré-definidas, fornecendo termos com maiores chances de rankear bem nos buscadores.
  • SEMrush: esta é uma ferramenta que fornece dados mais aprofundados da palavra-chave. Além de mostrar termos relacionados à marca, ela fornece o volume de busca da cauda longa e o CPC (Custo por Clique), crucial para entender se aquele termo vale a pena ser utilizado.
  • Google Search Console: mais uma ferramenta disponibilizada pelo Google. Além de fazer uma análise do site de uma forma geral, a ferramenta pode analisar  concorrência e, assim, indicar qual palavra-chave de cauda longa pode ajudar a empresa a se posicionar no Google.

2 - Busque sinônimos

Muitas vezes, um termo pensado não é exatamente o que vai render nos buscadores. Ou seja, a palavra-chave que o cliente vai pesquisar pode ser um sinônimo do que foi definido pela marca.

Por conta disso, é crucial pensar em sinônimos que podem, assim como outros termos, levar aos produtos ou serviços da marca.

Confira alguns exemplos:

  • celular/ smartphone
  • emprego/ trabalho
  • notebook/ computador
  • bicicleta/ bike

3 - Cuidado com o tamanho da palavra-chave de cauda longa

Apesar de ser termos específicos e com maior chance de sucesso nos buscadores, a palavra-chave de cauda longa não pode ser grande demais.

O recomendado é que tenha ao menos 4 palavras, ou de 11 a 20 caracteres. Além disso, sempre é bom lembrar que o termo deve responder às dores da pessoa que está pesquisando.

4 - Entenda a dor da persona

A palavra-chave de cauda longa só vai funcionar se os objetivos forem bem definidos e, principalmente, compreender quais as soluções que a persona está buscando.

Além disso, é importante focar em uma meta para o termo, ou seja, definir se é para gerar tráfego, aumentar vendas, entre outras coisas.

Entendendo as dores da persona e qual o objetivo, a palavra-chave de cauda longa tem mais chances de funcionar.

Saiba mais: o que é a Teoria da Cauda Longa Marketing?

A teoria da cauda longa foi desenvolvida pelo físico Chris Anderson. Ele se baseou em uma regra para analisar estatísticas de distribuição de dados, a regra 80/20 de Vilfredo Pareto.

Esta regra diz que 80% dos efeitos causados por algum problema são obtidos por 20% das causas. Ou seja, são pequenos fatores que geram um grande impacto.

O trabalho de Chris Anderson surgiu em 2004, quando ele escreveu o livro “Cauda longa – do mercado de massa para o mercado de nicho”. Em suma, na obra ele retrata como direcionar estratégias e investimentos para demandas menores, ao invés de investir em poucas coisas, mas com bastante demanda.

Assim, ele argumenta que produtos ou serviços com baixas demandas podem alcançar um grande resultado no mercado que atua, dependendo das estratégias de divulgação.

Por conta de tudo isso, a teoria da cauda longa também é utilizada em diversas áreas, e não apenas para o SEO e o mercado de uma forma geral.

Confira técnicas de SEO para se posicionar bem no Google

Comentários
Share via
Copy link
Powered by Social Snap